Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Níveis: 7. FINISH

NÍVEL TRÊS
O cão é capaz de manter contato visual enquanto o dono gira para a esquerda.

DISCUSSÃO:
O Finish pode ser usado em muitos lugares. Não apenas para fazer o cão voltar à posição junto, como também é usado em voltas para a esquerda e na figura 8 (junto), para fazer com que dono e cão sigam na mesma direção no agility e para que o cão não atrapalhe o dono enquanto ele carrega as compras.

COMEÇANDO:
Contato visual. No nível 3 de “Olhe”, você trabalha com 30 segundos de contato visual. ATENÇÃO: NÃO comece o Finish até que você tenha um ótimo contato visual por 30 segundos!Vamos falar sobre o giro. Jogue uma moeda no chão, coloque um dos seus dedos do pé nela e vire para a esquerda. NÃO mova a moeda e NÃO tire o dedo dela. Isso é o giro. Se você dá um passinho em qualquer direção, já não é um giro e não dar o giro pode estragar o comportamento Finish. Quando você gira, o cão tem que andar à sua volta – é o que nós queremos.

Comece com o cão na sua frente, com um bom contato visual. Clique 10 vezes pelo contato e, no 11º contato visual, gire suavemente para sua esquerda ao invés de clicar. Clique quando ele “achar” seus olhos de novo. Mais outros 5 cliques para o contato e, no 6º, gire de novo, clicando quando ele achar o contato novamente. Mantenha a mesma linguagem corporal – você olhando diretamente à sua frente, esperando que ELE encontre VOCÊ, você não vira a cabeça para encontrá-lo.

Brinque disso e o cão começará a manter o contato visual ao invés de deixar você “escapar” e ter que achá-lo depois. É tudo que precisamos para esta fase, mas não relaxe. Se você não trabalhar por um contato visual bom, sólido, você perderá muito depois.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS
ELE NÃO SEGUE MEUS OLHOS, FICA PARADO LÁ! Como explicar isso ao cão? Clique MUITO para o contato visual antes de girar. Mas GIRE AO INVÉS DE CLICAR. Se você lhe der o petisco e fizer o giro enquanto ele o come, talvez você pare de brincar. Talvez você pegue mais petiscos. Mas, se você clicar por contato visual dez vezes seguidas (ou 20, ou 40) e então não clica na 11ª vez, você deixa ele maluco. “Ei! Estávamos brincando! Onde está meu clique?”.

Ou sente, para que seus olhos fiquem perto do dele, clique um “bilhão” de vezes, bem rápido, por contato visual, ENTÃO gire.

Ou fique histérico quando você girar e “não conseguir” achar o cão. MEU CÃO SUMIU! ONDE ESTÁ MEU CÃO? Você quer que ele vá para a posição desejada dizendo “Estou aqui, não tenha um treco!”.

Tente girar rápido e clicar quando ele lhe achar. Depois, gire lentamente e clique por cada pequeno passo que der em sua direção enquanto mantém contato visual.

PARE DE OLHAR PRA ELE! Se você clica por contato, gira o corpo mais continua olhando para ele, ele não precisa se mexer. Finja que você não consegue vê-lo, assim ele terá que ir para a sua frente e, quando mantiver o contato visual, ganhar o clique.

ELE NÃO MANTÉM CONTATO VISUAL, PRECISA OLHAR PARA ONDE ANDA! Pratique mais o contato visual. Devagar, vá se distanciando dele e clicando por manter o contato visual. Veja se você consegue fazê-lo andar pra frente enquanto você anda pra trás, mantendo o contato. Sente numa cadeira e gire devagar, clicando cada pequeno passo que o cão der em direção a você, mantendo contato.

DANDO O COMANDO:
Não dê comando ainda, você ainda está longe com comportamento.

CONTINUANDO A EDUCAR:
Dê comida no prato dele e, quando você for colocar o prato no chão, dê as costas pra ele. Quando ele for para você, coloque o prato no chão. Faça o mesmo quando estiver na cozinha fazendo comida ou qualquer outra coisa que resulte em dar um petisco ao cão e clique pelo contato visual. Em todo lugar, a qualquer hora, clique por contato. Entre o “Junto” e o “Finish”, o contato fica complicado e é legal ele ser bom nisso.

NÍVEL QUATRO
O cão permanece na posição “junto” enquanto o dono faz o giro, só com comando de voz. OU mantém contato com o dono enquanto ele gira 90º pra esquerda, 180 pra direita, 180 pra esquerda, 90 pra direita, sem comando, mantendo o “junto” e o contato.


DISCUSSÃO:
Se você tem um cão de exposição e não pretende fazer obediência, pode pegar o segundo caminho. Se pretende fazer os dois, trabalhe a primeira opção e depois a segunda. Depois terá um texto que ensina a trabalhar a segunda opção.

Aqui, continuaremos com o que o cão aprendeu no nível três, mas agora ele precisa terminar o trabalho que você começou procurando se manter na posição “junto”.

COMEÇANDO:
Pegue o target (um pedaço de cano, de pau). Coloque o final dele no seu estômago, com a outra ponta apontando pra frente. Gire pra esquerda. Viu que o fim do target se move mais rápido que a parte perto de você? É o que queremos que o cão faça. O contato visual guiará a cabeça do cão na sua frente e a cauda dele se moverá mais rápido. Vamos definir a posição “junto” antes de prosseguir. Quando o cão estiver na posição “junto”, está bem perto de você – o mais que pode, sem tocá-lo. A área da cabeça e dos ombros está alinhada com seu quadril e a coluna dele aponta na mesma direção da sua (exceto se ele estiver olhando pra você, o que é legal também). Para cãe grandes, VOCÊ tem que escolher se quer que a cabeça dele, o pescoço ou os ombros estejam alinhados com seu quadril, mas, qualquer um que você escolher, terá que ficar alinhado. Não pode ser um dia a cabeça, outro dia os ombros alinhados. É isso o que queremos. Como chegar até aí?

No Nível Três você pediu ao cão para simplesmente vir junto quando você girasse pra esquerda. Continuaremos com isso, mas agora precisamos que ele vá para a posição junto. Não é um comportamento novo. Mantenha o contato visual, gire, clique quando ele estiver indo pra você e seu traseiro se mover mais rápido que sua frente. É um comportamento de duração, então dá para usar o 300-Peck – gire, clique quando seu traseiro passar por certo ponto à sua esquerda. Recomece, gire, clique quando seu traseiro passar 2cm a mais do que da primeira vez. Então, mais 2cm. E outro, e mais outro. Quando ele falhar, recomece de um ponto mais fácil.

Quando ele conseguir ficar na posição “junto”, você pode alternar entre duas respostas. No começo, claro, você clica quando ele achá-la. Então você pode começar a pedir que ele sente na posição “junto” antes de você clicar. E/ou você pode partir pra uma curta andada em “junto” assim que ele encontrar esta posição. É particularmente recompensador para cães que gostam mais de andar que de sentar.

A posição “junto” é um lugar onde um cão de obediência, de agility, de serviço e, sim, de exposição, passará boa parte do tempo. Por isso, preciso que o cão fique totalmente confortável nesta posição. Se você está no agility e se preocupa com o lado direito, trabalhe-o também. A posição “junto” do lado direito é igual – o cão precisa ficar confortável nela também, mas o lado esquerdo é a base.

Só peça para ele Sentar, se mova para que ele vá para a posição “junto” e clique e premie bem rápido 10 vezes por ele permanecer sentado. Faça isso uma vez por dia até que ele saiba que esta é a base e procure por esta posição toda vez que chegar perto de você.
Ocasionalmente adiante-se ao cão e recompense-o quando ele achar a posição “junto” só de vir para perto de você e manter contato visual.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
ELE VAI ATÉ PARTE DO CAMINHO E PARA!
Seu critério está errado. Você gira, olhando o cão segui-lo. Então ele para e você pensa “Acho que este é o máximo que ele consegue desta vez!” e você clica. Mas você clica por ele PARAR e não por SE MOVER. Você PRECISA clicar quando ele se MOVE se você quiser que ele continue a se mover!

ADICIONANDO O COMANDO:
Ainda não. Espere. Este é um comportamento MUITO complicado.

CONTINUANDO A EDUCAR:
Qualquer maneira que você conseguir explicar como é boa a posição “junto”, ajuda. Acaricie-o na posição “junto”. Alimente-o. Faça-o se sentar no “junto” antes de levá-lo para passear. Quando ele já estiver indo sozinho para a posição “junto”, você pode diminuir os movimentos que você precisa fazer para com que ele vá para a posição.

NÍVEL CINCO
O cão executa o Finish 3/3 a partir do Frente OU se mantém junto 360º pra esquerda, 360 para a direita, 2 passos pra frente, 2 passos pra trás, mantém junto no fim. Comandos apropriados.

DISCUSSÃO:
A primeira variação requer um movimento Finish completo, quase perfeito. O segundo adiciona andar para trás e para frente até chegar ao movimento original.

NÍVEL SEIS
O cão executa 2/4 perfeitamente do Frente, um comando OU mantém a posição 2 passos para esquerda, 4 passos pra direita, 2 passos pra esquerda, comandos apropriados.


DISCUSSÃO:
Agora queremos que o cão “faça direito”. Você pedirá quatro Finishes. Dois precisam ser perfeitos: coluna reta, posição excelente. Se você não está interessado em competições de obediência, pense nisso como uma prática para você obter algo absolutamente correto. E considere mudar o modo como você pensa – no Nível Seis, ele está a apenas uma semana ou mais de ganhar o primeiro título de obediência! Na variação de exposição, pedimos que ele vá para trás e para frente, assim como para os lados enquanto nos olha e mantém contato visual.

NÍVEL SETE
O cão executa ¾ de Frente perfeitamente, um comando, OU mantém-se na posição 2 passos pra esquerda, 4 passos pra trás, 4 passos pra frente, 2 passos pra direita, terminando parado.

DISCUSSÃO:
Três de quatro Frentes perfeitos, é mais que 95% de acerto. Parabéns! Na variação para exposição, o cão lhe olhará e se manterá junto não importa o que aconteça no ringue, e as pessoas imaginarão que “sorte” você tem por ter um cão que “naturalmente” lhe olha desse jeito!

Tradução: Fúlvia Zepilho de Andrade
Fonte: www.dragonflyllama.com