Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Níveis: 2.CONTATOS

NÍVEL TRÊS
O cão anda em uma tábua (de agility) e ganha o clique quando nela ou imediatamente depois de fazer o contato.
É um comportamento opcional.

DISCUSSÃO:
Andar em uma tábua é o começo de muitos obstáculos de agility – Passarela, Gangorra e Rampa. Também trabalha a confiança do cão, e o ensina a pensar onde estão as suas patas e o que está fazendo.

Antes de começar, decida o que você quer que o cão tenha contato. Se você não planeja competir em agility, clique apenas quando o cão estiver perto do final da tábua. Mas, se você planeja competir, você deve clicar no começo da tábua, no final, quando as patas dianteiras estiverem fora da zona de contato e as traseiras na zona de contato, etc. Se você for usar um target (alvo) para que o cão toque a zona de contato com o focinho ou com a pata, você pode começar este comportamento neste nível e adicionar o target no próximo, ou trabalhe com o target antes de trabalhar com os Contatos.Certifique-se de que a tábua é firme. Se estiver um pouco bamba, coloque algo embaixo dela ou a coloque em cima de um tapete para evitar que ela balance quando o cão a tocar.

A “zona de contato” tem uns 30cm e é localizada nas bordas da tábua. No agility, este pedaço é pintado de amarelo e é chamado de zona de contato porque o cão deve colocar pelo menos uma pata na parte amarela do obstáculo para não perder pontos.

COMEÇANDO:
É um bom comportamento para que o cão adquira confiança no shaping (algo como modelar um comportamento, fazendo o cão pensar no que fazer). Coloque uma tábua no chão perto de você. Pode ser qualquer tipo de tábua – 20cm de largura (ou mais), com qualquer comprimento, desde que caiba onde você quer ensinar (você pode ensinar na sua sala). Clique quando o cão olhar para a tábua; quando ele colocar duas patas nela; quando colocar três; quando colocar todas. Se você não quiser fazer o shaping, fique perto da tábua e jogue os petiscos para fazer com que o cão fique em uma boa posição e avançar no treino. Por exemplo, para fazer o cão se acostumar com a tábua, jogue petiscos PERTO dela, ou do outro lado dela. Claro que você pode guiar o cão (luring) para a tábua, mas dê uma chance ao shaping.

Quando ele estiver na tábua, você pode guiá-lo por ela, movendo-se ligeiramente ao longo dela, do lado, ou colocando petiscos no fim dela. Ao colocar os petiscos no começo e no fim da tábua, você consegue fazer com que o cão comece a correr pela tábua feliz e rapidamente.

Andar ao longo da tábua, ao lado do seu cão, certamente o ajudará a pegar a idéia de andar sobre a tábua mas, como qualquer luring, não gaste MUITO tempo fazendo isso, senão era irá precisar que você ande com ele ao lado todo o tempo. Pense como se fosse um exercício de distância, como andar a uma certa distância da tábua (de 10 a 30cm). Quando ele andar pela tábua corretamente, comece a clicar precisamente onde você quer que ele pare ou depois da zona de contato. Logo ele irá correr pela tábua e parar na zona de contato, antecipando seu clique (próximo nível).

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:

MEU CÃO É GRANDE E NÃO PERCEBE QUE SUA PATA TRASEIRA NÃO ESTÁ NA TÁBUA! Neste caso, quando ele estiver com vontade de fazer o que pensa que é certo com a tábua, tente colocá-la um pouco mais alta. Use algo firme para sustentá-la – um tijolo ou um livro grosso. Se a tábua for muito longa, coloque algo no meio também, para que ela não envergue. Ou pegue uma outra tábua, mais larga, até que ele entenda que TODAS as patas precisam estar na tábua, e volte para a mais estreita. Uma vez que consiga andar sobre ela a uma certa velocidade, conseguirá fazê-lo mais devagar também.

EU QUERO USAR UM TARGET! Sem problemas. Existem vários comportamentos de contato como existem cães praticando agility. O que é proposto neste Nível é que o cão tenha confiança em andar pela tábua e ser recompensado por qualquer coisa que você queira neste estágio de treinamento, na performance do comportamento de contato que você escolher.

COMPORTAMENTO DE CONTATO? HÃ? Pessoas intransigentes no agility ficam completamente loucas sobre comportamentos de contato. Se você não é uma delas, simplesmente clique quando o cão chegar no fim da tábua. É um truque legal e um comportamento que constrói confiança e você não precisa enlouquecer por causa disso.

ADICIONANDO UM COMANDO:
Quando ele estiver se aproximando da tábua com vontade e confiança, várias vezes, você pode começar a falar o que este comportamento significa, como “Siga”. Neste ponto, é melhor clicar para o comportamento de contato, ao invés de já adicionar um comando para isso.

CONTINUANDO A EDUCAÇÃO:
Trabalhe até que o cão veja a tábua, vá para ela, ande por todo o seu comprimento com as quatro patas nela e claramente espere um clique quando chegar ao seu final. Daí, você pode levantar um pouco a tábua – coloque uma das extremidades (ou as duas) sobre algo firme. Você pode fazer o cão subir ou descer uma rampa, ou andar em uma passarela a 15cm do solo. Só certifique-se de que a tábua está firmemente fixada, para que não caia e assuste o cão.

NÍVEL QUATRO
O cão anda pela tábua, para, no meio ou um pouco depois e faz o contato por conta própria. O comportamento de contato do cão deve ser determinado.
Comportamento opcional.

DISCUSSÃO:
A única diferença entre este e o Nível anterior é que aqui pedimos ao cão que nos dê qualquer comportamento de contato que tenhamos escolhidos. Se ainda não escolheu nenhum, a hora é agora. As escolhas são: as duas patas dianteiras no chão e as duas traseiras na zona de contato OU passar pela zona de contato até um alvo localizado no chão um pouco depois do contato OU deitar na zona de contato OU parar no chão assim que passar a zona de contato OU fazer o contato com a cabeça abaixada – muitas opções e não importa qual você escolha, a menos que escolha uma – e é bom escolher uma e FICAR SÓ COM ELA. O que queremos aqui é que o cão saiba que ele tem que fazer algo específico no final da tábua, e que o faça.

COMEÇANDO:
Pegue o target, se você estiver usando um, e clique um bilhão de vezes quando o cão andar sobre a tábua e tocar o target. Ou coloque comida nele e deixe o cão andar pela tábua e pegar a comida.

Ou clique um bilhão de vezes por ele apenas chegar na zona de contato ou no chão depois dela, ou por qualquer coisa que você queira. Se você quiser ter uma posição específica, deixe o cão andar pela tábua até a posição desejada, clique quando ele ficar na posição, dê o petisco com ele na posição e então clique mais cinco vezes nesta posição, então você obterá seis click and treats para cada vez que o cão andar na tábua e enfatizará bastante a posição.

Uma vez que você tenha feito bilhões de repetições para o comportamento escolhido, deixe-o andar pela tábua uma vez e você NÃO FAZ NADA. Se ele fizer o comportamento de contato desejado, clique! Se não, você terá que praticá-lo mais um bilhão de vezes e então, tentar novamente.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
AINDA NÃO DECIDI QUAL COMPORTAMENTO CLICAR! Peça para o cão parar na zona de contato. Só isso, parar. Se você souber que ele está pensando em parar (e, com certeza, tocará a zona de contato com pelo menos uma pata), pode falar para ele fazer o próximo obstáculo antes mesmo que ele chegue na zona de contato. Deste modo, não há qualquer pausa no contato porque você está dizendo para ele continuar antes que ele pare. Por outro lado, se você acha que ela irá passar pelo contato e NÃO tocá-lo, diga para ele deitar nele, para enfatizar. Você verá muitos condutores de agility fazendo o cão esperar na zona de contato na primeira corrida do dia, para enfatizar a importância de fazê-lo.

ADICIONADO UM COMANDO:
O comando principal para o contato é o próprio contato. Você quer que o cão toque os contatos sem que você precise vigiá-lo. Se você pensa em competir no agility, você gostará de ter um comando de controle para que você lembre o cão, se você achar que ele pode esquecer de fazer o contato, devido ao entusiasmo. Chão, Ali, Acerte, Espere são comandos comuns.

CONTINUANDO A EDUCAÇÃO:
Este é um comportamento de distância muito importante no agility. Se você for competir, ter excelentes contatos é uma das coisas mais difíceis e mais úteis que você terá de ensinar.

NÍVEL CINCO
O cão pula apropriadamente, então caminha na tábua, executa os contatos, comandos apropriados. O comportamento de contato deve ser comunicado antes do teste.
Comportamento opcional.

DISCUSSÃO:
Agora colocamos tudo junto no começo de um trajeto, então o cão tem que pensar em fazer uma boa entrada na tábua, mesmo depois de ter feito qualquer outra coisa. A distância não é necessária aqui, mas quanto mais longe você conseguir ficar quando seu cão estiver executando o comportamento, melhor.

Tradução: Fúlvia Zepilho de Andrade
Fonte: http://www.dragonflyllama.com/