Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Níveis: 11. JUNTO

NÍVEL TRÊS
Meio-giro com contato OU meio-giro (exposição) sem usar guia e sem contato. Deve ser especificado antes de começar o comportamento.

DISCUSSÃO:
Andar junto é o comportamento mais difícil que a maioria de nós ensinamos ao cão. Contato é essencial. Seja ele visual, com a mão, qualquer um, a escolha é sua, mas o cão precisa focar em alguma parte sua. Testar um contato visual para virar será mais fácil que fazer contato com o joelho, mas não deixe que isso influencie sua escolha. Não estamos pedindo que o cão fique na posição junto neste ponto, apenas que mantenha contato! Virar no modelo das exposições é igual, mas o cão precisa estar concentrado em onde ele vai. Isto é mais difícil que virar fazendo contato. Se você tem praticado o Loose Leash Walking (andar sem puxar – LLW), não terá muitos problemas aqui. Começamos por virar para a direita porque ajuda o cão e o dono a focar no comportamento ao invés de o quanto eles conseguem andar. Não vamos tratar do comportamento para exposição aqui, porque já existe outro artigo para isso (Conformation Gaiting). A volta aqui é de 180º para a direita do dono (sentido horário).

COMEÇANDO:
Você tem contato visual e sabe como girar (Nível Três do Finish). Fique em pé com o dedo do pé em cima de uma moeda, o cão na sua frente. Clique dez vezes por contato visual e, na 11ª vez que você obtiver contato visual, ao invés de clicar, dê as costas para ele, girando para a sua direita. Não olhe por trás dos ombros, continue na mesma posição que estava antes de girar (como se olhasse para o cão em sua frente). Aqui, você procura por uma reação “Ei, bobão!”. Você quer que o cão pense “Ei, bobão! Estávamos brincando e você me dá as costas no meio da brincadeira!”. Se ele quiser continuar o jogo, ele virá para sua frente e procurará seus olhos de novo. Clique! Dê-lhe mais 5 cliques por contato, e gire de novo.

Há duas maneiras de obter este comportamento. A primeira é girar rápido, fazendo com que ele corra para encontrar seus olhos de novo. Quando ele fizer bastante isso, ele antecipará sua “fuga” e começará a reter o contato visual, girando com você, ao invés de correr para encontrar o contato de novo.

A segunda é virar devagar, clicando conforme o cão for lhe seguindo, devagar e mantendo contato visual enquanto você vira. Gradualmente, aumente a velocidade, quando ele entender que pode andar e manter contato visual ao mesmo tempo. Quando ele fizer bastante isso, antecipará a velocidade do seu giro e começará a andar rápido e manter contato visual. Qualquer das duas que você escolha fazer, depende do cão: qual será a mais fácil dele entender. Ou tente as duas e deixe que ele decida.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
ELE NÃO ESTÁ NA POSIÇÃO JUNTO! Sem problema. Pratique um pouco de Junto Zen em você mesmo. Neste Nível, só queremos que ele mantenha contato visual enquanto giramos. Lidaremos com a posição junto em Níveis mais à frente. Obtenha um sólido contato visual e isto não será nada difícil. Por outro lado, se você tiver um contato perfeito no giro, você pode girar mais rápido, mais rápido... e quando estiver indo rápido o bastante, ele naturalmente ficará na posição junto. Clique!

ELE PRECISA OLHAR PARA BAIXO QUANDO ANDA! Não, não precisa, ele apenas pensa que sim. Você consegue ter contato visual e então andar para trás com ele ainda olhando para você? Ele pode seguir um petisco na frente dele? O quão longe você consegue deixar o petisco da cara dele enquanto ele anda antes de olhar para baixo de novo? Se você consegue guiá-lo com um petisco a 5cm do focinho dele, sem ele olhar para baixo para andar, você consegue obter o mesmo comportamento usando seu rosto como guia – quando ele entender o comportamento de fazer contato visual e este for sólido o suficiente. Trabalhe mais no Olhe!

ADICIONANDO UM COMANDO:
Ainda não, este exercício é apenas uma parte do junto.

CONTINUANDO A EDUCAR:
Não pense que o giro possa ser estranho. Pense no quão sólido você consegue fazê-lo. Muito do que virá a seguir em muitos comportamentos dependerá da habilidade do cão em achar e manter contato visual. Pratique em diferentes cômodos, diferentes lugares, usando roupas diferentes. Pratique em pé e sentado. Pratique um giro completo. Não são aceitáveis:andar sem rumo, perder tempo. Você quer um contato visual em giros rápidos, confiantes, ávidos e entusiasmados. Se você obtém menos que isso, está pedindo demais. Vá mais devagar até atingir este ponto.

NÍVEL QUATRO
O cão fica junto no meio-giro, anda 2,5m com contato, apenas um comando OU trota 2,5m olhando à frente com a guia frouxa (ou sem guia), vira suavemente sem contato, trota 2,5m na volta.

DISCUSSÃO:
Adicionamos andar em frente aos giros com contato (ou sem). Já começa a parecer com o Junto (ou com o Trote, dependendo da variação que você usar). Ainda não queremos a posição Junto. Se confia em mim, continue trabalhando. Se não, trabalhe bastante no Nível Quatro do Finish, indo até o Nível Cinco e passe rapidamento do Nível Quatro do Junto para o Nível Cinco, onde começaremos a trabalhar a procura por contato feliz, entusiasmada do cão em uma posição Junto.

Por que ensinar isso? Porque contato visual é muito importante. Precisa ser o comportamento padrão principal em qualquer esporte em qualquer nível. Quando o ensino como padrão, posso trabalhar um “não olhe para mim” em certas ocasiões (exposição, flyball, alguns obstáculos no agility) sabendo que o cão está em contato comigo mesmo que não o esteja fazendo. Contato visual. O contato visual naturalmente colocará o cão em uma posição sentado, mas é fácil mudar isso quando ele tiver um bom Finish, e muito mais fácil de resolver este problema no Junto, ao invés de simplesmente se entediar.

COMEÇANDO:
Este Nível fluirá naturalmente do comportamento do Nível Três do Junto, com o cão sendo capaz de manter contato visual. Comece com o cão à sua frente. Clique 5 vezes por contato visual. A sexta vez que você obter contato visual, gire para a direita e clique assim que ele voltar para sua frente procurando o contato. Trabalhe nisto 5 vezes e siga em frente.

Comece com o cão à sua frente de novo, clique uma vez por contato. No segundo contato, gire 180º e dê um passo à frente. Clique por contato. Clique enquanto vocês dois ainda estiverem se movendo. Não espere até você parar e ele sentar! Notou que conforme você dá um passo à frente, os olhos, cabeça e ombros do cão ficam com você, enquanto seu traseiro quase fica na posição junto?

Trabalhe este giro e um passo à frente algumas vezes, então gire, dê um passo e, ao invés de clicar enquanto dá um passo, gire para a direita de novo e clique enquanto ele mantém contato. Daqui é só uma questão de adicionar mais passos à frente até que consiga andar 2,5 metros com contato visual entre os giros.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
ELE NÃO SENTA QUANDO PARO!
Respire fundo. É provável que Junto seja a coisa mais difícil que você vai ensinar ao cão, então vamos devagar e nos certificar que temos bons comportamentos básicos. Não queremos que Sente ainda porque não paramos ainda. Todos seus cliques foram por contato enquanto você e seu cão se movem. Como o clique termina o comportamento, não há pausas, portanto, não há Sentas. Uma “cadeia” é uma série de comportamento que seguem outro. Junto é uma cadeia – Sentar, fazer contato visual, andar comigo, manter contato, Sentar quando eu parar. Cadeias não são ensinadas tudo de uma vez. Ensine cada comportamento da cadeia separado e então coloque-os juntos. Você começou a ensiná-lo o Senta no Nível Um, ele já sabe esta parte da cadeia. Quando ele souber todas as outras, as colocaremos juntas.

ADICIONANDO UM COMANDO:
Ainda não.

CONTINUANDO A EDUCAR:
Se concentre na sua linguagem corporal. Fique ereto, mantenha os ombros alinhados com a direção que irá seguir. Olhe para o cão com o canto dos olhos. E, como sempre, diferentes lugares, diferentes direções, diferentes distrações.

NÍVEL CINCO
Giro, 2,5m à frente, meio-giro com um contato, uma distração.
Este comportamento deve ser feito sem o uso de petisco ou clicker em qualquer lugar da área de adestramento. OU trotar no ringue com a guia frouxa, 5 iscas no chão (com isca no dono) – a) bom trote b) velocidade apropriada, linguagem corporal c) nenhum salto d) parado e firme.

DISCUSSÃO:
Antes de termos mais de 5 metros de Junto, vamos explicar que a recompense pode estar escondida, então isto não será uma surpresa depois. Para cães de exposição, adicionamos um trote em círculo completo, e adicionamos um parado.

NÍVEL SEIS
O cão anda junto 20 metros com um meio-giro, um giro rápido, um devagar e duas pausas. Comandos apropriados.
Comportamento opcional que deve ser feito sem petiscos ou clicker na área de adestramento.

DISCUSSÃO:
Antes de termos mais de 5 metros de Junto, começamos a explicar que a recompensa pode estar escondida, para não termos uma surpresa depois. Para cães de exposição, adicionamos um trote em círculo completo, e adicionamos um parado. (acho que ela errou aqui...).

NÍVEL SETE
O cão executa um exercício Junto Livre formal inteiro, com uma figura 8 completa, mantendo total contato visual.
Comportamento opcional que deve ser feito sem petiscos ou clicker na área de adestramento.

DISCUSSÃO:
Não é só um jeito excelente de reforçar a posição Junto na cabeça do cão, mas também ensina comportamentos “difíceis de verdade” do Rally (um tipo de obediência). Estes “rascunhos” se tornam super truques para entreter pessoas.

Tradução: Fúlvia Zepilho de Andrade
Fonte: www.dragonflyllama.com