Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Níveis: 1.VEM

Segue o primeiro comando do livro: Vem.

NÍVEL UM
O cão deve brincar o “jogo do vem” entre o dono e um amigo ou estranho parado a 5 metros. Um comando verdadeiro para o “vem” é desejado, mas não necessário.

DISCUSSÃO:
Se eu só pudesse brincar de uma coisa com meu cão, seria este jogo. É difícil imaginar que um jogo fácil como este pode ter benefícios incríveis. O “jogo do vem” ensina o cão a ir para as pessoas (exceto nas milhares de vezes por dia que eu chamo meu cão, se eu um dia o perder, eu prefiro vê-lo tendo uma vida longa e feliz com outra pessoa que atropelado na rua, por ter medo de se aproximar de outra pessoa). Este jogo o ensina a ir para as pessoas que o estão chamando. Ensina a deixar petiscos que ele sabe que estão lá. Ensina a aproximar de pessoas calmamente, ao invés de pular nelas. Ensina a sentar para ser acarinhado por pessoas. Ensina que qualquer pessoa que o chame é uma pessoa legal de conhecer. Ensina as crianças uma maneira divertida e útil de interagir com um cão. É um jogo MUITO LEGAL!

Para maiores informações em como trabalhar em comportamentos sem comida, pode começar no Nível Dois Senta e Deita.

COMEÇANDO DE UM JEITO FÁCIL:
Você pode brincar com qualquer número de pessoas, mas para o bem de todos, vamos começar com duas. Se você está sozinho (na sala, por exemplo), brinque com o cão sem a guia. Se você está num lugar cheio de outros cães e pessoas, ou num parque, uma pessoa segura a ponta de uma guia longa, que está atada à coleira do cão.Fique parado um pouco distante – a distância depende do cão. Se você tem quase certeza de que ele virá, fique a mais ou menos 4 metros de distância. Se você tem quase certeza que ele não irá, fique a 1,5 metros de distância. Você e a outra pessoa tem petiscos e um clicker (ou, se só você tiver um clicker, ou o seu ajudante for uma criança ou um estranho, você clica pelas duas pessoas). A pessoa A chama o cão. Como estamos COMEÇANDO a ensinar o cão a vir quando chamado, NÃO diga a palavra “V” (“Vem”), ou o nome do cão. Existem muitas outras maneiras de chamar um cão “Menino, menino!!” ou “Cãozinho, cãozinho” – use sua imaginação. (em inglês usa-se muito “puppy” e “doggy”).

Enquanto a pessoa A chama o cão, a pessoa B fica olhando PARA o céu (ou teto). Por quê? Porque mesmo um cão não treinado tem dificuldade de se afastar de uma pessoa que olha para ele.

Então, a pessoa A chama o cão. Quando o cão está a meio caminho dele, ele clica e joga um petisco nos pés dele. Não importa se o petisco quicar, você ficará melhor com o tempo. O cão come o petisco. Fim do primeiro round.

Agora, a pessoa A olha para o céu. Não vejo o cão, não estou interessada nele. Pessoa B olha para o cão e começa a chamá-lo. O cão não quer deixar a pessoa A porque ela lhe deu petiscos. OLHE PARA O CÉU. A pessoa B continua chamando-o, até que o cão venha até ela. Quando o cão está a meio caminho dele, a pessoa B clica e joga um petisco nos pés do cão. O cão come o petisco, fim do round dois.

Repita estes passos até que o cão perceba que é a OUTRA pessoa que tem o próximo petisco.
Quando o cão entender o jogo, ele comerá o petisco da pessoa A e voltará para a pessoa B para comer o petisco dela. AGORA ele entendeu!

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
ELE NAO QUER IR PARA A OUTRA PESSOA: Relaxe, parte do jogo é A-Pessoa-Tem-Comida-Mas-Não-Está-Interessada-No-Cão. Continue parado e olhando para o teto. Se o cão não sair de perto de jeito nenhum por estar muito interessado nos seus petiscos, a outra pessoa pode chegar perto, mostrar o petisco para o cão e fazer dez ou vinte repetições de Reforços Rápidos (Rapid-Fire), para mudar a cabeça do cão.

O CÃO NÃO PERCEBE O PETISCO SENDO JOGADO: normal para filhotes novos, cujos olhos ainda não estão o suficientemente maduros para seguir algo caindo através do seu campo de visão. E é bem comum em filhotes mais velhos também. Tente usar petiscos mais duros ou pellets de ração no chão duro, assim ele ouvirá o petisco caindo. Ou faça um grande movimento com o braço – aqui está, aqui está eeeeee, AQUI está!

ELE ESTÁ RELUTANTE EM SE APROXIMAR DA PESSOA: Nós jogamos este jogo com cães que tiveram anos de treinamento para NÃO vir. Um cão era tão desconfiado que começamos a fazer um barulho para fazer ele olhar para a pessoa, e, então, jogar o petisco bem nos pés dele. Depois de muitos minutos disso, ele era capaz de dar um passo em direção a pessoa para pegar o petisco, depois dois passos e, dentro de quinze minutos ele, também, estava correndo alegremente de uma pessoa para a outra.

ADICIONANDO UM COMANDO:
O tempo certo de adicionar o comando é quando você consegue o comportamento DE FORMA VOLUNTÁRIA. Isto significa que você pode dizer qualquer coisa para fazer o cão ir até você, mas NÃO diga a palavra “real”, aquela que você usará para o resto da vida. Por exemplo, você quer que “Vem” seja o comando “real” (além de dizer o nome do cão antes do comando), então, não os use quando estiver ensinando ao cão este jogo.

Cedo ou tarde, o cão descobrirá o que está acontecendo e começará a antecipar o que, depois de um petisco, a outra pessoa o chama. Então, ele irá pegar um petisco e correr para pegar o outro. AGORA que ele está fazendo voluntariamente o comportamento que você quer, você pode começar a dizer as palavras reais. Então, assim que ele se virar para ir pegar o próximo petisco, fale “Vem!” ou qualquer outra palavra que você queira que seja o comando.

Aqui algo benéfico para as crianças. Cães geralmente sabem que as crianças são “fáceis”, enquanto mamãe e papai são mais sérios quanto ao adestramento em si, então geralmente o cão começa a ir para a criança voluntariamente antes de ir para os pais (antes que eles obtenham este comportamento de forma voluntária). Neste ponto, alguém pode dizer para a criança “Nossa, ele gosta mais de você! Você é a primeira pessoa que poderá dizer “Vem!” para ele”.

Quando você diz seu comando no momento em que o cão se vira para fazer o comportamento voluntariamente, você está dizendo a ele o que fazer. Ele já está fazendo. Você apenas diz o nome da ação. “Ah, sabe isto que você está fazendo? Vamos chamar de “Vem”, tá bom?”.

Brinque disso todos os dias por uma semana, então em algum momento, quando ele não estiver pensando em ir até você, chame-o. Se ele vier, EEE!!! Se ele não for, tudo bem. Brinque por mais uma semana. E, claro, se você fizer este jogo periodicamente com ele por toda a vida dele, ele SEMPRE terá uma razão para vir quando chamado.

CONTINUANDO A EDUCAÇÃO
É um jogo! Faça regras melhores! Vá para mais longe (pense que ótimo exercício será para o filhote brincar desse jogo sem a guia!). Vá para o andar de cima e o de baixo. Se esconda em salas / quartos diferentes. Dentro e fora de casa. Brinque com mais pessoas. Brinque com pessoas totalmente estranhas. Brinque com pessoas jovens, idosos, pessoas usando chapéus, com hábitos, com turbantes e com uniformes. Brinque com você mesmo, jogando um petisco entre seus pés e outro DO OUTRO LADO.

Você também pode mudar o que acontece quando o cão chega perto de você. Se ele vier e você ainda não clicou ou jogou o petisco, o que acontece? Ele está bem na sua frente, procurando o petisco. Mas não tem nenhum. Provavelmente, ele olhará PARA CIMA, ver se você morreu, ou esqueceu de clicar. Nariz vai para CIMA, o rabo para BAIXO, bingo, você fez com que ele sentasse. Ou você pode clicar apenas quando você tocar na coleira dele. Ou quando colocar e tirar a coleira.

NÍVEL DOIS
O cão vem de 10 metros de distância com não mais que dois comandos (verbal, linguagem corporal ou gestual). O cão pode ser deixado na posição Fica ou seguro por alguma pessoa. O cão deve chegar perto o bastante para que o dono o pegue sem precisar andar. “Frente” não é necessário.
DISCUSSÃO:

Começamos no Nível Um, ensinando o cão a vir até nós. Agora, vamos mudar um pouco. Pode tanto ficar um pouco mais difícil, como mais fácil. Outra pessoa segurando o cão tende a fazer com que ele se mova mais rápido. Por outro lado, com apenas uma pessoa brincando, pode se tornar pouco interessante.

COMEÇANDO:
Se você estava brincando com 5 metros de distância, comece com chamados de 1,5 a 2,5 metros de distância. Lembre-se: se você dificulta QUALQUER COISA no comportamento, você terá que tornar todo o resto do comportamento mais fácil. Não use o comando real até que você tenha certeza que obterá o comportamento que quer. Então, comece apenas fazendo com que o cão venha até você, clique e recompense. As primeiras vezes o cão virá e você jogará a recompensa entre os seus pés, como no Nível Um.

Quando ele vier ansiosamente, coloque sua mão (sem o petisco) pra frente, fazendo com que o cão toque nelas e fique na posição correta para então você dar o petisco com a outra mão. Esta é uma parte importante do comportamento, então, pratique-o até que ele esteja realmente bom nele. Então, comece a passar a mão em alguma parte do cão, brevemente, antes de você clicar. Não o puxe ou empurre, apenas deixe a sua mão um pouco mais perto dele. Apenas isso.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
ELE SAI DO CAMINHO PARA VER OUTRA COISA – ah, você foi pra muito longe rápido demais – é o que chamamos de “pulo” no adestramento. Comece perto do cão. Tire as distrações. Certifique-se de que ele está com bastante fome antes de você começar a praticar. Use ótimos petiscos. NUNCA lhe dê uma oportunidade de pensar que você chamando-o é uma oportunidade de visitar outra pessoa ou ver outra coisa.

ASSIM QUE EU O SOLTO DA GUIA, ELE VAI EMBORA! Mesma coisa – muito longe rápido demais. Como a guia não tem nada a ver com o jogo, não há razão nenhuma para o cão focar a guia como meio de controle. Se ele aprendeu isso em outra vida, pense no que você pode fazer para tornar a guia sem importância. Você pode colocar uma guia longa nele e amarrar a guia num poste ou cerca. Agora a guia não tem nada a ver com você. Então você pode deixar ele puxar a guia em todas as direções, não mais amarrado na cerca. E, finalmente, você pode encurtar o comprimento da guia um pouco cada vez que joga com o cão.

Ou você pode brincar em um cômodo ou numa área de treinamento onde não haja nada interessante que atraia a atenção dele. Ou você pode deixá-lo interagir com o ambiente primeiro e depois chamá-lo (DEVE ser uma área segura). Ou você pode recompensá-lo por vir, deixando-o cheirar toda a área. E volte a fazer bilhões de chamados onde não haja distrações, então, adicione uma distração por vez, não tornando as coisas mais complicadas até que ele possa entender o que você quer dele.

ADICIONANDO UM COMANDO:
Lembre-se que este NÃO é o jogo do vem. Do ponto de vista do cão, é um comportamento totalmente novo, então, você não deve usar o nome dele ou um comando real quando começar. Quando ele estiver pegando distância, rápida e avidamente, ignorando tudo ao seu redor, e chega perto de você o bastante para que você consiga tocá-lo, só ENTÃO você pode começar a usar um comando real e/ou o nome dele.

CONTINUANDO A EDUCAR:
Uma boa oportunidade para variações. Você pode chamá-lo de costas para ele. Aumente sua distância e o número e a intensidade de distrações. Pegue-o em diferentes partes do corpo quando ele vir. Coloque e tire a coleira antes de dar-lhe o petisco. Espere um pouco antes de clicar quando ele chegar e espere que ele olhe para você, então, dê o comando “Senta”.

NÍVEL TRÊS
O cão precisa vir de uma distância de 10 metros com apenas um comando, através de pessoas. O cão deve vir a partir de um “fica” ou estar sendo segurado por outra pessoa. Um “Frente” não é necessário, nem mesmo o “Senta”.

DISCUSSÃO:
Agora estamos entrando no mundo real. Vir no “vácuo” é um bom começo, mas ainda existe um longo caminho até ele vir com distrações da vida real.

COMEÇANDO DE UM JEITO FÁCIL:
Seu cão já vem até você sem distrações. Se você tiver problemas em fazê-lo vir com pessoas em volta, jogue o “João Bobo” (já descrito na Introdução) o máximo possível para convencer o cão que as pessoas não são importantes para ele quando você o está chamando.

Comece num lugar onde você normalmente o chama (e ele normalmente vem). Comece com uma pessoa para lhe ajudar. A pessoa fica parada olhando para o teto (o cão já viu isso no “Jogo do Vem”, que significa “não se importe comigo, é seu pai (ou sua mãe) que quer você agora”).
Chame o cão – mas NÃO use o comando “Vem” ou o nome dele. Quando ele vier, clique e jogue um petisco. IGUAL ao Jogo do Vem. Faça isso algumas vezes, só para relembrá-lo.

Para o próximo passo, uma pessoa extra fala com ele, faz carinho nele, mas, assim que você começar a chamá-lo, toda a interação cessa, a pessoa fica totalmente parada e olha para o teto (ou para o céu, se for um ambiente ao ar livre).Para alguns cães isso não será nada, mas para outros será uma tortura ter um humano que não quer falar com ele. Lembre-se que eles já brincaram disso no Nível Um, estamos apenas adicionando algumas coisinhas a mais ao jogo.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:

ELE NÃO QUER CHEGAR PERTO DE OUTRA PESSOA! Tudo bem, significa que você está um passo à frente deste comportamento em particular. Você pode usar o jogo “João Bobo” para obter um comportamento mais equilibrado do cão, fazendo com que ele queira chegar perto de outras pessoas, mas, para ESTE comportamento, o ideal é que ele venha APENAS para você!

ELE NÃO SAI DE PERTO DE MIM! Bom, você pode dar-lhe um petisco por vir até você e então jogar outro para que ele o pegue longe de você. Você pode lhe dar um petisco grande e “fugir” enquanto ele está comendo. Você pode fazer 20 segundos de “senta-fica” e chamá-lo. Você pode fazer o “vá para a cama” e chamá-lo. Você pode fazer 20 segundos de “senta-fica” com outra pessoa segurando a guia e, quando você chamar o cão, a pessoa o solta e ele pode vir.

ELE ESTÁ OCUPADO DEMAIS IRRITANDO OUTRAS PESSOAS! Brinque mais do jogo “João Bobo”. Então, brinque mais o “Jogo do Vem”, do nível 1. Então, tenha CERTEZA que a outra pessoa colabore com você – NÃO dando atenção ao cão e olhando para o céu/teto. Se seu cão continuar a importunar os outros, pare de chamá-lo. Fiquem, você e os outros, parados – você olhando para o cão, a outra pessoa para o céu com os braços cruzados – e espere até que o cão perceba que não irá ganhar nada bom da outra pessoa. Quando ele perceber que a outra pessoa é inútil, recomece a chamá-lo. VOCÊ dá o petisco e elogia o cão.

ADICIONANDO UM COMANDO:
Lembre-se de parar de usar o nome do cão e o comando com o qual você o chama até que você tenha o comportamento do jeito que você quer. Você tem várias outras alternativas para chamar o cão, basta usá-las.

CONTINUNANDO A EDUCAÇÃO:
Adicione mais pessoas, mas certifique-se de que elas não interagirão com o cão. Se você quer adicionar um pouco de interação quando ela já tiver “pego” o comportamento, vá em frente, mas certifique-se de que as pessoas pararão de interagir com o cão no momento que você o chamar. Quando meus pais me chamam, não há NADA melhor no mundo do que irá acontecer quando estiver com eles! Gradualmente vá para mais longe do cão, até que você esteja a 10 metros dele. Vá para mais perto e use menos pessoas se você estiver com algum problema, vá para mais longe e use mais pessoas se você obtiver sucesso.

NÍVEL QUATRO
O cão vem a uma distância de 10 metros ao ouvir o comando (apenas um) no meio de outros cães. O cão deve vir a partir de um Fica, ou seguro por alguém.


DISCUSSÃO:
Este pode ser mais difícil. Tente pegar cães, principalmente no começo, que irão ignorar o seu cão quando ele se aproximar deles. Muitas aulas de filhotes regularmente chamam os filhotes no meio de outros cães e filhotes, para recompensá-los e então liberá-los para voltar para o grupo. Este é um super começo.

COMEÇANDO:
O truque aqui é primeiro fazer com o que o cão entre no jogo. Faça-o pensar que Vem é a melhor coisa do mundo que acontece a ele. Tenha ÓTIMOS PETISCOS para isso. Ele já tem uma boa base no Vem, ou não haveria chegado até aqui. Se ele não for um cão maluco, não será tão mais difícil do que chamá-lo no meio de outras pessoas. Mas, se ele FOR maluco, você terá que trabalhar com mais paciência.

Comece com um outro cão, um que possa ser controlado, ou um cão que esteja na coleira e guia. Ganhe a atenção do seu cão. Se você não conseguir, é porque ele está muito perto do outro cachorro, então comece um pouco mais longe, mais longe, até que você CONSIGA obter a atenção do seu cão. Comece em uma área de treinamento relativamente pequena ou em uma grande. Aí, você consegue ter a atenção dele. Como recompensa pela atenção, deixe a guia frouxa para ele poder brincar com o outro cão. E deixe-o brincar. Espere pelo momento que SEU cão estiver calmo. Não importa o quanto ele estiver brincando, haverá uma hora que os dois cães irão se cansar, ou pensarão em um novo jogo, ou o outro cão pega o brinquedo e não quer largá-lo. Neste momento, chame seu cão. Chame-o para dizer-lhe que você tem algo maravilhoso. Mostre-se muito animado. E quando ele vier, DÊ-LHE O PETISCO E DEIXE-O IR.

Você não está fazendo o cão decidir entre você e o outro cão, está apenas pedindo para que ele venha até você por alguns segundos e pegar o petisco. Antes de você realmente pegar o cão e colocá-lo na guia, você deve tê-lo chamado pelo menos uma dúzia de vezes, e ele deve estar começando a ficar cansado já. Uma vez que você tenha tudo sob controle, precisará de dois cães para brincar com o seu, ambos com o mesmo controle que o primeiro tinha. Na verdade, um deles pode ser o primeiro, você só precisa de mais um. E, quando você tiver o seu cão vindo até você, adicione um terceiro cão e assim por diante.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:

ELE NÃO VEM DE JEITO NENHUM! Pode não ser um problema com o cão vindo até você, porque ele foi em todos os outros níveis antes desse. Então, deve ser um problema com os cães. Se preciso, coloque seu cão em uma área, e o outro cão em uma área adjacente, então, volte a trabalhar o Vem desde o começo como você fez nos Níveis Um e Dois.

ADICIONANDO O COMANDO:
Como sempre, não use o comando REAL até que você saiba que ele sempre virá para você. Existem muitas outras maneiras de chamá-lo sem usar o seu precioso “Eu realmente preciso de você!”. Comece a adicionar o comando real quando seu cão começar a ir até você o mais rápido que ele puder e na grande maioria das vezes.

CONTINUANDO A EDUCAÇÃO:
Devagar adicione vários cães, mais pessoas, crianças, talvez uma bicicleta ou skate, até que ele venha não importa o que estiver acontecendo ao redor. Neste ponto, todos que você conhece terão inveja de você ou lhe odiarão. Hehehehehe.

NÍVEL CINCO
O cão faz um Vem Inicial completo – Senta-Fica, 10 metros de distância, apenas um chamado, Frente (quando chegar perto do dono, sentar na frente dele), Finalização (sentar ao lado esquerdo do dono), comandos apropriados OU o cão deve vir quando chamado sem se importar com outras pessoas que lhe façam carinho ou lhe dêem petiscos. Os carinhos e petiscos não param. Este comportamento deve ser feito sem uso de comida ou do clicker.

DISCUSSÃO:
Agora começamos a colocar comportamentos juntos em uma cadeia. Existem poucas distrações neste nível, mas o cão deve lhe dar toda a cadeia de comportamentos com nenhum tipo de recompensa em evidência. A conformação requer que o cão venha até você, mesmo que outras pessoas o estejam alimentando, sem parar. Um cão que consegue fazer isso está totalmente ligado em você.

COMEÇANDO:
Certifique-se de que você tem TODAS as peças da cadeia DO JEITO QUE VOCÊ QUER antes de colocá-las juntas no comportamento final. O cão responde ao comando Senta. Seu Senta-Fica é firme, não apenas perto do cão, mas também longe dele e de costas para ele. Seu comando Vem é maravilhoso, não importa o que mais esteja acontecendo. O Frente ainda não está perfeito, então, você deve trabalhar um pouco mais este comando, do jeito que quer que ele fique para o Vem. Tente o exercício completo DUAS VEZES apenas para ver onde você está. Se você quer um Frente e Junto (o cão sentar ao seu lado esquerdo quando você o chama, depois de sentar em sua frente) muito bons, você deve praticar o Vem completo menos de dez vezes antes de testá-lo para este nível, e continue trabalhando para um Frente e Junto perfeitos.

Coloque três comportamentos juntos. Você já fez o Senta e o Senta-Fica enquanto se distancia do cão, então, não precisa trabalhar muito nestes dois. Tente colocar o Senta-Fica e o Vem juntos: chame o cão quando ele estiver na posição Senta-Fica. Se o seu Frente ainda não está do jeito que você quer, tudo bem, você pode ajoelhar para fazer carinho no seu cão, ou virar para o lado para acariciá-lo (mas não vire sempre para o mesmo lado) ao invés de pedir o Frente. Então, coloque quatro comportamentos juntos: Senta, Fica, Vem e Frente. Ou, se você estiver com problemas no Senta-Fica, você pode chamá-lo e, com sua linguagem corporal, pedir um Frente e um Junto. Faça um pouco disso até que ele consiga fazer todos os quatro comportamentos.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:

ASSIM QUE COLOCO O COMPORTAMENTO FINAL, ELE NÃO FAZ MAIS O FRENTE! Isso é normal. Você fez o comportamento final muito rápido. Talvez você estivesse praticando o Frente não muito distante do cão e, de repente, quer que ele o faça quando você está a 10 metros de distância. Volte um pouco e divida o comportamento novamente. Volte a trabalhar o Frente. Quando ele se lembrar deste comportamento, se distancie um pouco, o que você pode fazer jogando petiscos. Trabalhe a distância até que ele esteja realmente bom no Frente, e então tente chamá-lo DE BEM PERTO, ficando no mesmo lugar onde você estava antes, enquanto trabalhava com o Frente. Se ele vier mas não fizer um Frente legal, fique parado e espere que ele faça, como se você estivesse trabalhando este comportamento.

ELE TENTA ME DERRUBAR QUANDO VEM! Qual o problema aqui? Ele vem, todas as vezes. Sem Frente. Divida o comportamento em partes e trabalhe MUITO no Frente, então, coloque o Vem e o Frente juntos em uma distância MUITO curta. Não faça NADA que possa recompensar o Vem “desgovernado”. Apenas saia de perto e vá para outro lugar por dois minutos. Então, trabalhe bastante no Frente.

ELE ANTECIPA O JUNTO ANTES DO FRENTE! Claro. Esse é um dos problemas que encontramos desde o começo do adestramento. O engraçado é que isto é fácil de resolver. Pense nisso como um Junto Zen. Quando você está fazendo o “Mão Zen”, ele não pega o petisco indo em direção à mão, mas sim se distanciando dela. O que acontece com o Junto é que a maioria dos cães acha esse comportamento auto-recompensador, ou porque ele já tem bem claro na mente que o Junto marca o final do Vem, o que indica um petisco ou que ele está livre para fazer outra coisa, então eles querem acabar o mais rápido possível.

Outro problema no Vem é a preguiça, onde os cães querem encurtar o comportamento o máximo possível. Quando os cães começam a pular pedaços do comportamento final, como o Frente ou se permanecerem NO Frente até que digamos Junto, você precisa voltar e dividir o comportamento novamente. Se esforce mais em recompensar a parte que ele pulou: o Frente. Faça com que isso seja algo muito bom, para que ele goste de fazê-lo. Quando você dá mais importância a esse comportamento, coloque-o novamente no comportamento final e NÃO PERMITA QUE O COMPORTAMENTO CONTINUE SE ELE PULAR ALGUMA PARTE!

No Junto Zen, se ele pular o Frente-Fica, ele não consegue o Junto, porque o Junto desaparece. Você sai de perto, vá beber água ou qualquer outra coisa. Tente de novo. Ele errou uma vez, não conseguiu fazer o Junto. Ele comete o mesmo erro duas vezes, você recompensa o Frente assim que ele lhe oferecer este comportamento. Ele comete o mesmo erro três vezes, você deve recomeçar a trabalhar o Frente.

ADICIONANDO UM COMANDO:
Não há nenhum comando novo aqui. É um comportamento final fácil, já que cada parte, exceto o Frente, tem seu comando específico. Senta. Fica. Vem. Junto. Algumas pessoas usam um comando diferente (“Frente”) quando querem o Frente. Se estou parada em pé com meus braços ao meu lado (posição Frente), ele fará o Frente. Apenas faça com que sua linguagem corporal diga ao cão o que fazer.

CONTINUANDO A EDUCAÇÃO:
Mais distância, mais distrações, Frentes melhores, Juntos melhores. Naturalmente você perderá um pouco de velocidade no Chamado quando o cão começar a pensar no controle necessário para fazer uma boa Frente. Como ter velocidade de novo? Separe-a do comportamento final e trabalhe nela. Esse é o bom de reconhecer a situação como uma cadeia de comportamento: ela precisa de ligação, e você trabalha em cada uma delas separadamente.

NÍVEL SEIS
O cão Deita da posição Senta-Fica a uma distância de 2,5 metros, sob comando, então vem e faz o Frente, apenas com um comando. Este é um comportamento opcional.

DISCUSSÃO:
Este é o começo da discussão do Vem à Distância ou, se você não pretende competir em obediência, a prática em conseguir com que o cão assuma posições a uma certa distância, sem vir até você primeiro. Se você está preocupado em falar para o cão Deitar no meio do Senta-Fica, faça isso de um Parado, ou mesmo comece com o cão a 10 pés2,5 metros de distância.

NÍVEL SETE
O cão executa um Vem à Distância completo, a 5 metros de distância. É opcional.

DISCUSSÃO: Obediência, agility, pastoreio – existem várias circunstâncias onde partes desse comportamento final serão úteis.

Tradução: Fúlvia Zepilho de Andrade
Fonte: http://www.dragonflyllama.com/