Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Níveis: 3.CRATE (Caixa de Transporte)

NÍVEL DOIS
O cão entra na caixa de transporte (crate) com não mais que dois comandos (vocal, linguagem corporal ou gestos), permanece no crate enquanto o dono fecha/abre a porta, sem vocalizar ou raspar com as patas.

DISCUSSÃO:
Aqui começamos uma das coisas mais importantes que um cão de competição deve aprender – e um cão de estimação também. Um cão que fica confortável no crate está seguro no carro; seguro com crianças por perto; calmo e relaxado quando está no veterinário, se recuperando de uma cirurgia; não corre pela casa e se mete em confusão; pronto para ir quando é a sua vez de praticar o esporte.

COMEÇANDO:
A primeira coisa que vamos ensinar ao cão sobre o crate é como entrar nele. Uma vez que ele toque no crate, seguimos até que FIQUE nele. É um comportamento perfeito para o shaping (modelar). Coloque o crate em um lugar onde vocês dois tenham fácil acesso a ele – como na sala. Tire a porta dele ou a deixe aberta. Clique quando o cão olhar para o crate, andar na direção dele, colocar o nariz nele, colocar uma pata nele, duas patas, três patas etc. Uma vez que ele esteja fazendo isso, você pode colocar petiscos dentro do crate para ele pegar lá dentro, ao invés de dar o petisco fora do crate, como você fazia quando ele ainda não tinha colocado três patas dentro dele. Quando ele estiver nesse nível, pode começar a dar as refeições dele lá dentro e dar um biscoito dentro do crate várias vezes por dia.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS
ELE NÃO ENTRA!
NÃO guie o cão (lure) para dentro do crate! Jogar um biscoito lá dentro e esperar dá a oportunidade dele entrar em um lugar assustador e pegar o biscoito ou ficar longe do lugar assustador. Escolha difícil! Se você estiver tendo problemas em modelar o comportamento dele entrar no crate, desmonte-o e trabalhe apenas com a parte de baixo do crate. Tire a porta. Se o seu crate não for desmontável, use uma caixa de papelão grande ou uma mala aberta para começar.

ELE GRITA QUANDO EU FECHO A PORTA! Não feche a porta. E não o force a fazer este “passo-extra” para entrar TODO O CORPO no crate. Quando ele estiver entrando no crate por vontade própria e comendo lá dentro, pode começar a abrir e fechar a porta enquanto ele come. Não tranque ainda, apenas abra e feche repetidamente. Quando ele estiver confortável com isso, coloque o prato de comida dele (com comida, claro) lá dentro com ele (aliás, ele entra no crate PRIMEIRO, a comida chega em SEGUNDO), então feche a porta e mantenha-a fechada com o seu pé enquanto ele come. Quando ele acabar de comer, abra a porta novamente. Então, feche a porta e tranque-a, abrindo-a um pouco antes dele acabar de comer.

Quando ele puder lidar com isso, tente colocar o potinho lá dentro com ele, então fechar a porta, trancá-la, andar para o outro lado da sala e voltar para abrir a porta um pouco antes dele terminar de comer.

Então, ande um pouco mais devagar, voltando um pouco DEPOIS dele terminar de comer.
Comece a fazê-lo ir para o crate para comer um biscoito durante os comerciais. Deixe-o sair quando o comercial tiver acabado, se ele estiver quieto. Se ele não estiver quieto, você deixou-o por muito tempo.

ADICIONANDO UM COMANDO:
Como o usual, adicione o comando depois de haver obtido o comportamento. O comando “crate” pode ser usado para entrar no carro e entrar em pequenos locais, onde ele deve deitar e esperar.

CONTINUANDO A EDUCAÇÃO:
Leve o crate para diferentes locais da sua casa. Coloque-o no carro; tente alimentar o cão no crate e sair da sala enquanto ele come; pegue um brinquedo muito legal para dar ao cão SOMENTE quando ele estiver no crate; coloque o crate ao lado da sua cama e deixe o cão dormir ali durante a noite.

NÍVEL TRÊS
O cão entra no crate com apenas um comando e permanece quieto por um minuto com a porta fechada.

DISCUSSÃO:
Agora ele está bem e confinado. Deste ponto, o comportamento do crate é uma simples continuação do comportamento inicial de apenas ir para ele. Este passo, de apenas ir para o crate até ter que ficar lá dentro calmamente, é grande. Não subestime-o e não aceite NENHUM barulho no seu teste.

COMEÇANDO:
No Nível Dois, descrevi um meio bom de fazer o cão se acostumar a ter a porta fechada enquanto está comendo. Faça coisas diferentes enquanto ele come – ande pela sala, limpe a sala, lave uma louça. Se ele dormir em um cobertor ou em uma cama de cachorro, coloque-os no crate.

O que acontece a seguir, você já sabe, porque no Nível 2 você começou a ensiná-lo o “Vá para a cama”. O crate não é diferente da cama, exceto pela porta, que eventualmente pode ser fechada. Isto é tão diferente quanto fazer o “Olhe pra mim” sem guia e depois fazer com a guia. Em outras palavras, não tão diferente. Os cães naturalmente ficam chateados por ficarem confinados longe de sua família. A história é diferente se o cão se confina por vontade própria.

Quando ele conseguir ir para o crate e ficar lá por dois minutos com a porta aberta, diminua o tempo para 10 segundos e feche a porta. No começo, mantenha a porta fechada com o seu pé, e recompense o cão exatamente como você faria se a porta estivesse aberta. Jogue um petisco lá dentro ocasionalmente, e quando você abrir a porta, continue trabalhando com o cão, como se ele ainda estivesse fazendo o “Vá para a cama”. A porta estando aberta ou fechada não deve fazer diferença alguma no comportamento dele (nem no seu). Isto significa que ele não deve ficar grudado na porta do crate no instante em que ela abre, mas esperar até que você clique ou o convide para sair.

Vá aumentando o tempo até chegar a um minuto com a porta fechada, e aí está o seu comportamento.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
ELE ARRANHA E MORDE A PORTA!
Você foi longe demais. Volte para a idéia do “Vá para a cama” e vá mais devagar. Não feche a porta até que ele esteja confortável e entenda que ficar no crate é o comportamento que você quer neste dia. Quando você trabalha em qualquer comportamento o bastante, este comportamento se tornará o básico da semana – o que significa que ele precisa chegar ao ponto em que voluntariamente vá para o crate em todas as oportunidades.

ADICIONANDO UM COMANDO:
O comando que você usa é entrar no crate. Daqui em diante, se comportar corretamente no crate deve ser o que ele faz sempre quando está lá dentro.

CONTINUANDO A EDUCAÇÃO:
Trabalhe com um minuto de duração com você dentro e fora da sala. Se ele está indo bem, sente, leia um livro, almoce!

NÍVEL QUATRO
O cão entra no crate sob comando e fica quieto por 2 minutos com a porta fechada.

DISCUSSÃO:
Dois minutos é o tempo que se leva para fazer uma xícara de café. Ou use o tempo para tirar o lixo. Pratique três ou quatro vezes no dia para ter melhores resultados.

COMEÇANDO:
Tudo o que você fez foi aumentar a duração do comportamento. É um perfeito comportamento para as 300 repetições (ver introdução). Ele já ficou 1 minuto, então comece com 50 segundos e aumente 5 segundos por vez. Trabalhe alguns dias com ele indo voluntariamente para o crate e você não fechando a porta. Isso o torna um comportamento “Vá para a cama”, só que você usa o crate ao invés da cama.

Lembre do seu critério. Não é suficiente que o cão fique no crate. Ele deve ficar relaxado, pensando na recompensa que ganhará ao invés de pensar quando poderá sair.

Digamos que você chegou a 90 segundos nos primeiros dias. Volte então para 50 segundos, e comece fechando a porta quando ele estiver lá dentro. Trabalhe para chegar nos 90 segundos de novo.

Comece de 90 segundos e trabalhe até 2 minutos com a porta aberta, então volte para 90 segundos e trabalhe até 2 minutos com a porta fechada.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
ELE ARRANHA/MORDE/UIVA/LATE/CHORA NA PORTA!
Rápido demais. Volte ao “Vá para a cama” e vá mais devagar. Você NÃO pode pedir por um tempo maior até que você tenha o comportamento desejado. Pequenos erros que você cometa na fase anterior aparecem agora. Volte para o começo e se concentra no seu critério – aceitação calma, quieta, relaxada de ficar no crate.

CONTINUANDO A EDUCAÇÃO:
Coloque o crate em diferentes locais – carro, jardim, casa de amigos. Faça coisas diferentes enquanto ele está lá – lave a louca, varra o chão, leia, veja TV, brinque com outro cão.

NÍVEL CINCO
O cão entra no crate sob comando, fica quieto por 5 minutos com a porta fechada.

DISCUSSÃO:
Agora você verá se seu critério foi ou não específico o bastante. Ele realmente entendeu que deve ficar relaxado no crate? Você deve encontrá-lo dormindo quando o for tirar de lá.

NÍVEL SEIS
O cão entra no crate com apenas um comando e fica quieto com a porta fechada por 15 minutos.

DISCUSSÃO:
Neste ponto o cão não deve achar nada de mais ficar no crate. Quando você precisar que ele fique lá, você consegue colocá-lo dentro dele sem brigas, e espera que ele fique por lá sem que você pense nele, e saber que ele sairá de lá bem e pronto para trabalhar ou brincar.

NÍVEL SETE
O cão entra no crate com apenas um comando e permanece quieto com a porta fechada por 30 minutos.


Tradução: Fúlvia Zepilho de Andrade
Fonte: http://www.dragonflyllama.com/

4 comentários:

Paula Souza - Cindy disse...

Fúlvia...o que fazer pra treinar a caixa de transpote quando não se tem uma? rsrsrs

É que pros meus pais liberaram R$150, R$ 200, R$ 250 tá dificil...ainda tô querendo castrar a Cindy...

Tem alguma alternativa? Só tá faltando esse pra eu poder passar pro nível 3....posso pular?

Fúlvia e Suzie disse...

Oi Paula!!

Deixa eu te confessar uma coisa: eu também não tenho caixa de transporte... risos. O que eu faço é ir na pet shop e treinar com as caixas de lá. Aqui no apto não tem como ter uma, é um trambolhão!

Não sei se dá pra pegar uma cadeira e dar um jeitinho de fazê-la ficar parecida com uma caixa de transporte, nunca tentei isso. Acho até que dá, fechar as laterais (temporariamente, claro), com madeira... será?

Suzie tb é castrada, foi uma das melhores coisas que fizemos por ela =D

Paula Souza - Cindy disse...

Hahaha e eu pensando que era a dona mais desalmada por não ter uma hAUSHuAUAUS Acho que a descrição do truque mexeu comigo xD("Aqui começamos uma das coisas MAIS IMPORTANTES que um cão de competição deve aprender – e um cão de estimação também..." )

Sabe o que estava pensando agora? Tenho várias alternativas pra isso. Tem um sofá que ela entra embaixo e eu posso usar, posso usar um espaço que tem embaixo da pia...é so colocar alguma tábua como porta. Agora quando ela era mais nova, logo quando eu adotei, eu tinha um caixa pequena de transporte, de madeira, pq a principio minha idéia era ter um teckel miniatura, mas não achei NENHUM criador aqui no pará, perguntei no kennel e o mais proximo era o Maranhão. Então eu usei a caixa com ela, nos dois meses em que ela ainda coube rsrsr, mas eu não entendia naaaaada sobre nada de cães, e fiz a besteira de empurrar ela, trancar a porta, levar até a sala e soltar. E ela passou a só entrar quand eu estava beem longe, e só de noite. Em resumo, ela corre de caixas de transporte. Outro dia eu levei ela num pet e consegui fazer ela colocar as duas patas dianteiras, fazendo ela seguir um brinquedo, mas outro dia, numa feirinha de adoção, quando ela viu outros cães sendo colocados na caixa, se debateu toda, tentou fugir, completamente com medo de ser a "próxima vítima". Vou ter que tirar esse medo dela.

Fúlvia, só mais uma duvida. Você acha interessante eu andar com a Cindy em ônibus? Ela é grande demais né? É que eu moro meio distante de praças, e uma muito boa, cheia de cães, pessoas, grama, tudo muito bom, é a 10km de casa ¬¬ e as vezes tem feirinhas de adoção e eu sempre gosto de ir lá ajudar o pessoal, mas nem sempre meus pais estão dispostos a me levar. Como eu vi outro dia um cocker num ônibus fiquei pensando nisso...A Cindy enjoava no carro, mas depois de uma vez em que viajamos ela curou com o "tratamento de choque". Nunca mais teve nada. Você acha uma boa idéia? Eu também tinha pensado na caixa pra isso, mas realmente uma caixa pra Cindy ia ser um trambolhão...

非凡 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,