Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

sábado, 30 de maio de 2009

Escolhendo o tamanho certo do pacote de ração


Falando em comida, que tamanho de pacote devo comprar pro meu peludo? 1kg? 3kg? 15kg?

Algumas pessoas recomendam comprar a comida que o cão comeria em um mês, variando de um pacote de 3kg para um cão pequeno a um de 15kg para um cão grandão. Mas depende também do tipo de ração que você dá a ele. Em geral, as rações super premium duram mais, pois os cães precisam comer menos quantidade para se satisfazerem, tanto em apetite como nutricionalmente.

Veja também a data de validade da ração!

Mas, aqui em casa, eu não sigo essa regrinha. Geralmente compro um pacote de 7kg (dura uns dois meses) ou um de 15kg (durando pouco mais de 4 meses). Aí, chegando em casa, eu faço o seguinte: vou separando pequenas quantidades (algo que ela comeria em uma semana, por exemplo) em saquinhos plásticos. Depois, fecho cada um deles com um nozinho e coloco de volta no pacote de ração, bem fechado também. Eles são escuros por um motivo: mantém a palatabilidade da ração e também suas propriedades (quando a ração entra em contato com o ar, ela vai envelhencendo e perdendo um pouco sabor, cheiro e alguns nutrientes). Aí, semanalmente, tiro um saquinho destes e coloco em um pote menor, na cozinha, perto de onde faço as refeições da Suzie. A ração que eu tiro na primeira vez tem o mesmo cheiro do último pacotinho guardado.

Dá mais trabalho fazer assim, mas economizamos dinheiro (quanto maior o pacote, mais vantajoso é) e fica mais organizado.

Essa dica recebi de uma grande amiga e repasso pra vocês.

Quantas vezes alimentar meu cachorro?


Todos sabemos que a saúde começa com uma boa nutrição - para nós e nossos peludos. Por isso em casa comemos tudo do mais natural possível e sem carne, frango, peixe, frutos do mar (mas isso é outra história e fica pra outro site) e pra Suzie procuramos dar sempre o melhor, apesar de ela ter enjoado do que seria o melhor pra ela, enfim...

Mas, quantas vezes devo alimentar meu peludo? Muito boa pergunta! Vamos às respostas:
  • Filhotes com menos de três meses devem ser alimentados pelo menos quatro vezes ao dia.
  • Filhotes de três a oito meses (raças pequenas) ou doze meses (raças grandes) devem receber três refeições.
  • Adultos devem comer duas vezes ao dia, para evitar torção gástrica (dividir a refeição em duas é o melhor: não comem de forma tão esganada e evitam a temida torção).
E lembrem-se: o importante é oferecer a melhor nutrição possível para que ele tenha uma excelente saúde, começando com a seleção de um alimento que proporcione uma dieta balanceada. Para descobrir qual o melhor para seu peludo, converse com seu veterinário.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Biscoito no Nariz (Cookie on Nose)

video
Hoje vou mostrar um truquezinho bacana, que não é difícil de fazer e faz sucesso. Eu, sinceramente, achei que nunca que a Suzie iria conseguir fazê-lo, mas ela aprendeu rapidinho e se diverte fazendo. Coloquei em vídeo, pra ver melhor (na foto não se vê nada).

Como fazer: Segure o focinho do cão e dê o comando “fica”. Coloque o biscoito em cima do focinho e continue a dizer “fica” a ele. Solte o focinho. O cão deve manter o biscoito no focinho até que você dê o comando “pega”, ou qualquer outro que indique que o cão já pode pegar o biscoito. Ele deve pegar o biscoito na boca. É uma maneira divertida de dar petiscos, além de ser um truque muito bonito de se ver.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Cuidado com cães soltos

Hoje pela manhã, ao dar a caminhada básica de 50 minutos com a Suzie, um conhecido "propriotário" (sim, assim mesmo que se escreve uma pessoa deste jeito) levava sua cadela Chow Chow para passear. Como sempre, SEM guia e coleira nela (ele coloca a guia no pescoço dele e a coleira na mão).

Eu sempre desvio dessa cadela, porque eu não confio MESMO em quem leva cães soltos na rua, principalmente nestes casos, em que os cães não obedecem ao dono (e os donos ainda tem coragem de dizer que tem voz de comando... piada). Hoje, a Suzie estava brincando com o Scooby, um virinha simpático pra caramba. Ambos na guia e coleira. Chegou essa peluda maluca e seu propriotário. Do nada, a Chow atacou a Suzie, que estava na boa com o Scooby.

Pergunta se o propriotário fez alguma coisa? Lógico que não, ficou olhando. Acho que queria ver sangue, não é possível. Eu entrei na frente, mantive a calma (mas com uma raiva transbordante dentro de mim... nossa) e falei um "Shhh" pra Chow. Ela parou de atacar na hora. Se não parasse, eu ia atacá-la (sério, já fiz isso, não tenho sombra de dúvida de fazer o mesmo pra defender a Suzie).

Ali mesmo fiz uma inspeção na Suzie, na frente do imbecil. Aí ele pergunta "mordeu?". "Não, ela pegou a roupa somente. Sorte a SUA" respondi. E a Chow ainda queria vir pra perto... e eu fazendo Shhhh, e o bocoió lá...

Foi sorte que ela não pegou a Suzie, que estava de roupa. Se estivesse pelada, tinha furado a pata de trás, perto da barriga. Furou a roupa. Dois belos furos.

Já deixei avisado o Luis que, quando ele sair com a Suzie à noite, ficar esperto com esse cabeçudo. E ele disse que, se estiver num dia mal, vai falar um monte. Se bem que eu, do jeito esquentadinha que sou, vou MESMO falar um monte... ah, vou. E ele vai ouvir.

Só pra compartilhar mesmo. E, se acontecer com vocês (espero que nunca), mantenham a calma, porque quando entramos em pânico, as coisas pioram muito. Façam este barulho e defendam seus peludos.

Por isso que eu digo: passeio só com o cão na guia e na coleira. É o mais seguro para todos.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Necessidades no lugar certo: parte II

Ensinando-o a se aliviar fora de casa

Quando você quer que seu animal faça as necessidades apenas no quintal ou na rua (este último eu não recomendo, porque obriga o cão a segurar urina e fezes tempo demais no organismo, podendo causar doenças sérias: é sempre bom ele aprender a usar o jornal também), é importante que se tenha uma rotina estabelecida.

Se você tem um quintal, leve seu cão para lá em intervalos regulares ou sempre que você observar sinais que indiquem que o cão está apertado. Mas não deixe-o sozinho no quintal, senão, ele vai querer entrar de novo pra ficar com você e não fará as necessidades. Fique com ele no quintal e recompense-o com petiscos, carinhos e elogios quando ele fizer xixi e/ou coco. Quando se mora em um apartamento, este treino pode ficar um pouco mais difícil, porque você não consegue levá-lo para fora tão rápido quanto gostaria (e acidentes podem acontecer: e acontecem, como acontecem! Quantas vezes eu não lavei garagem, limpei elevador hehehehehe. E olha que nem era pra ensiná-la a fazer na rua, porque ela aprendeu a fazer no jornal: era pra passear mesmo. Ainda assim, ela prefere se aliviar na rua, não tem jeito).

Exemplo de rotina

6:30 – Os filhotes geralmente estão apertados assim que acordam. Leve-o para a rua ou quintal. Ele vai fazer xixi e provavelmente coco. Brinque com ele e mantenha-o sob sua supervisão, para ficar sempre a postos quando precisar levá-lo novamente.

8:30 – Ofereça a primeira refeição. Deixe-a por 20 minutos e logo após saia com ele. Ele pode fazer xixi e/ou coco. Brinque com ele e mantenha-o sob sua supervisão, para ficar sempre a postos quando precisar levá-lo novamente.

10:30 – Leve-o para fazer xixi. Brinque com ele e mantenha-o sob sua supervisão, para ficar sempre a postos quando precisar levá-lo novamente.

13:00 – Dê-lhe o almoço. Leve-o para fora. Brinque com ele e mantenha-o sob sua supervisão, para ficar sempre a postos quando precisar levá-lo novamente.

16:00 – Dê-lhe a janta agora, ao invés de à tardinha. Depois de comer, leve-o para fora. Ele pode fazer xixi e/ou coco. Brinque com ele e mantenha-o sob sua supervisão, para ficar sempre a postos quando precisar levá-lo novamente.

18:00 – Leve-o para fazer xixi. Brinque com ele e mantenha-o sob sua supervisão, para ficar sempre a postos quando precisar levá-lo novamente.

21:00 – Saia com ele de novo. Ele precisa fazer xixi e coco antes de dormir. Limite o consumo de água depois deste passeio, a não ser que esteja muito calor. Se estiver muito quente, ofereça-lhe cubos de gelo, assim ele bebe água mais devagar.

  • Só dê uma boa caminhada com o cão depois que ele já tiver feito xixi e coco. As caminhadas são exercícios, e devem ser feitas pelo menos duas vezes ao dia, por pelo menos meia hora cada uma, podendo ser mais conforme a idade, raça e estilo do cão. As caminhadas não devem ser encaradas só como idas ao banheiro: caminhar com o cão é um comprometimento nosso. Ele precisa extravasar as energias. Depois de uma bela caminhada, ele está pronto para descansar e deixar os móveis em paz.

  • Quando o cão tiver mais controle sobre as necessidades, você pode diminuir a quantidade de vezes que sai com ele. Mas lembre-se: cães adultos ainda precisam sair para fazer as necessidades pelo menos 4 vezes ao dia (além das caminhadas, hein?!).

  • Os cães defecam em diferentes horários no dia. Não há regras de quando ele irá fazer coco, mas preste atenção nos horários em que ele costuma fazer, assim você saberá mais ou menos quando ele fará coco. É útil para viagens e fazer exames de fezes, por exemplo.

Acostumando-o a sair

Se ele já faz no jornal, leve um pedaço de jornal com cheiro de xixi com você. Coloque este pedaço, junto com outro limpo, no chão. Escolha um lugar relativamente tranquilo, como perto do muro, do poste ou um lugar sossegado no quintal. Deixe o filhote cheirar o jornal. Fale “xixi” numa voz doce. Assim que ele fizer, elogios, carinhos e petiscos para ele.

Gradualmente diminua o tamanho do jornal até que ele não precise mais dele. Lembre que a sensação do jornal (ou fralda higiênica) nas patas do cão é bem diferente do concreto ou da grama, tanto em temperatura como em textura. Para acostumá-lo com o concreto ou a grama, você pode levar um pedaço de concreto (tem tantos nestas calçadas quebradas, só pegar um pedacinho) ou de grama (aqueles blocos) e coloque-os debaixo do jornal, onde ele costuma fazer as necessidades em casa.

Recolha!!

Leve sempre saquinhos plásticos com você quando sair com seu cão para recolher as fezes. Existem uns bonitinhos nos pet shops agora, outros vêm com pazinha. Mas eu uso sacos comuns mesmo, de feira ou mercado (pequenos). Não recolher as fezes em uma área pública é preguiça da pessoa, além de não ser nada saudável para os outros pedestres. Não existe desculpa. Recolha o coco! Ou você gosta de andar nos “campos minados” que as calçadas e ruas têm se tornado ultimamente? Eu ODEIO! E olha que eu recolho todo coco da Suzie, mesmo carregando a Letícia no sling. É meu dever de cidadã.

Acidentes acontecem...

Seja tolerante com os acidentes. Eles ocorrerão, e é importante ser paciente para não estragar todo o trabalho que tem feito até então, antes de se irritar.

Um xixi que não tenha sido limpo adequadamente é um convite para o cão fazer xixi naquele lugar. Você precisa limpar o xixi e o coco fora de lugar com produtos enzimáticos, que removem as enzimas da urina, retirando totalmente o odor dela.