Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

domingo, 5 de outubro de 2008

Natural Dog Care: Capítulo 5 - Parte IV

Digestão - Os Intestinos

Dietas que ativamente promovem o crescimento de bactérias benéficas são chamadas de pré-bióticas; as que já contém essas bactérias, como os lactobacilos, são chamadas de pró-bióticas.
A gastroenterite (inflamação do estômago e dos intestinos) geralmente é causada por: comida contaminada, vírus ou bactéria, alergias ou intolerância à comida.
Colite, inflamação do colo e do reto, é mais comum em cães de pêlo duro e/ ou longo. Por exemplo: um Teckel de pêlo curto raramente sofre de colite, enquanto os de pêlo liso e/ ou duro sofrem. É uma predisposição genética para desenvolver a doença.

Parasitas Intestinais

Nada que a gente já não saiba, mas tem uma curiosidade, “Quando o cão arrasta o bumbum no chão, pode ser sinal de vermes, mas pode ser também que suas glândulas anais estejam cheias (isso incomoda o cão). Em Pastores Alemães, lamber excessivamente o bumbum pode indicar existência de vermes, mas também podem ser fístulas perianais (dolorosas), chamada furunculose (ocorre porque o cão porta a cauda baixa)”.

O Sistema Urinário

As fêmeas são mais suscetíveis a problemas na bexiga e uretra, devido à sua uretra ser mais curta que nos machos. Já os machos são mais suscetíveis às pedras de oxalato. Apenas os Dálmatas são propensos a ter cristais de urato.
Alguns Cockers Spaniels têm predisposição genética para desenvolver falência renal juvenil, que é fatal.

O Sistema Reprodutor

Fala mais da castração, que já sabemos. Muito legal o que ele fala sobre a castração, olha só:
Castrar é natural?
Não, mas manter o cão como animal de estimação também não é. Pense na verdade ao considerar castrar seu cão. Cães castrados são mais saudáveis devido à redução de riscos à saúde. Cães castrados ficam mais a salvo porque eles respondem melhor aos seus comandos. É menos provável que se machuquem em brigas com outros cães. Ficam menos frustrados pois não têm a experiência de impulsos hormonais que não podem ser realizados, já que eles não os têm. Cães castrados reduzem a população de cães indesejáveis, tornando a vida melhor para os outros cães. Castrar não altera o gênero do cão (ou seja, seu macho continuará sendo macho; sua fêmea continuará sendo fêmea - só que mais felizes), apenas a sua produção de hormônios.

Problemas associados à castração incluem:
- incontinência em indivíduos com predisposição genética, como Dobermann e Bearded Collie;
- vulva pequena, “infantil” e inflamação da pele ao redor da vulva; a Suzie tem o primeiro (vulva infantil)
- machos castrados se tornam atrativos para os não castrados;
- ganho de peso devido ao excesso de energia acumulada. Pela minha experiência, só ocorre em cães que não têm atividade física adequada. Muitos donos, ao castrarem seus cães, ficam com dó e passam a super alimentá-lo, como que para supri-lo de algo, ou como culpa, vai entender. Estes cães sim acabam ficando gordos. Basta que eles tenham atividade física e comam em quantidades adequadas para tamanho, peso e atividade. Consulte seu veterinário. Suzie Lee não engordou nadinha de nada depois da castração. E tem o temperamento normal, não ficou nem boba nem agressiva, como já ouvi tanto.
Ah, e não venham com "coitadinho do cachorro", como já cansei de ouvir. Eles não têm disso, para eles, tudo é festa. Menos serem maltratados, abandonados...

O Sistema Cardiovascular

O problema que mais afeta os cães são os problemas nas válvulas do coração. Fala também sobre o verme do coração.
Prevenindo o Verme do Coração
Este verme é transmitido por certas fêmeas de mosquitos quando se alimentam do sangue do cão. O mosquito deixa larvas parasitas para trás, que migram para o coração e se tornam vermes com forma de macarrão. Só existem dois tratamentos eficazes, uma droga baseada em arsênico ou cirurgia, sendo ambos potencialmente perigosos. Mesmo que você não queira usar medicamentos profiláticos convencionais, não existem preventivos holísticos eficazes, nem tratamentos. Se o verme do coração é um problema onde você vive (ou para onde você viajará com o cão), faça uso de um tratamento que mate as larvas antes que elas comecem a causar problemas. Converse SEMPRE com seu veterinário. Depois de você, ele é o melhor amigo do seu cão.