Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

domingo, 12 de outubro de 2008

Bichos nojentos que transmitem doenças

Você sabia que as pulgas não apenas incomodam, mas também perigoas? Elas são mais que apenas insetos que picam e sugam sangue: elas também podem transmitir doenças aos cães!
A doença mais comum é a dermatite alérgica a picada de pulgas. Alguns cães são alérgicos à saliva e apenas uma mordida o fazem sofrem bastante. Cães com este tipo de alergia se coçam tanto que perdem pelos na região da picada. Alguns chegam mesmo a se coçar tanto que chegam a sangrar. A Suzie não perdia pelos, mas as feridas sangravam de tanto ela coçar, algumas até formavam pus. Uma judiação, mas agora ela está livre das pulgas!


Outra doença transmitida pelas pulgas são os vermes. Eles infecta o cão depois que ele ingere a pulga que tem a larva do verme. Depois da ingestão, a larva se desenvolve no trato gastrointestinal do cão. Quando adulta, a cabeça do verme "gruda" na parede intestinal e, periodicamente, pequenos segmentos em forma de ovo se partem e saem pelo reto e ânus.


A melhor maneira de prevenir ambas as doença é prevenir as pulgas! Existem muitos medicamentos preventivos eficazes no mercado com este propósito. São um pouco caros, mas melhor prevenir que remediar.


Lembre-se que alguns medicamentos permitem que a pulga pique o cão uma vez e morra ao sugar seu sangue; outros matam a pulga quando ela se aproxima do cão. O primeiro medicamento não é indicado para cães que têm alergia à picada de pulga, pois ele não pode sequer ser picado. Converse sempre com seu veterinário, como nós aqui de casa fazemos. Ele, depois de você, é o melhor amigo do seu melhor amigo!