Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

sábado, 4 de outubro de 2008

Natural Dog Care: Capítulo 5 - Parte III

Controle de Parasitas

A variedade de parasitas que vivem nos cães é enorme. Muitos deles, desagradáveis por si sós, também são usados por outros agentes infecciosos como veículo para entrar no organismo dos cães. É assim que os vermes, doença de Lyme e uma variedade de infecções por protozoários são transmitidos aos cães. O controle de parasitas é importante. Com poucas exceções, é possível vencer as batalhas sem usar drogas perigosas.
Nada que a gente não saiba, mas o texto é interessante para novatos.

Ossos e Articulações

Os ossos estão em mudança constante (troca celular). As reservas minerais são armazenadas nos ossos. Estes minerais são essenciais para a saúde: se não forem suficientes, o cão pode ter sérias doenças.
Fraturas e deslocamentos são causados por trauma (atropelamento). Luxações ocorrem quando o osso sai de sua posição normal: Yorkies têm propensão à luxação da patela. Infecções ocorrem quando um machucado externo penetra nas articulações (osteoartrite) ou nos ossos (osteomielite) e a infecção tb pode ocorrer por transmissão por via sangüínea.
Doenças metabólicas dos ossos são raras (osteoporose).
Rupturas e desgastes afetam os discos intervertebrais na coluna. Se a pressão na coluna for pouca, causa dor; se o disco estiver totalmente desgastado, pode levar à paralisia.

Músculos, Tendões e Ligamentos

Cães muito ativos (de esporte e corrida) têm maior propensão a machucar músculos, tendões e ligamentos.

Os Dentes e a Boca

Na natureza, dentes e gengivas saudáveis são necessárias para uma boa captura, abate da presa e alimentação. Com o alimento que damos aos cães, eles apenas mastigam e engolem o alimento, exercitando pouco os dentes e a gengiva, levando ao depósito de placa nos dentes. Essa placa é uma combinação de 80% de bactérias, partículas de alimento e saliva. A dieta e a formação da placa estão diretamente relacionadas: rações úmidas dão mais problema.
Roer diminui em 25% a formação da placa.
A placa endurece e forma o tártaro, que retrai a gengiva e permite que as bactérias cresçam. Se não tratado, o dente cai e as bactérias entram na corrente sangüínea.
Por isso, a escovação DIÁRIA dos dentes do cão é essencial. Já escovou os dentes do seu cão hoje? Não? Que tal começar agora?

Digestão - O Estômago

Uma coisa interessante: quando o cão está estressado, ansioso, sua resistência baixa e ele vomita o alimento recém digerido.
O vômito é uma defesa natural mas, quando o cão é envenenado, o veneno “entra” no organismo. É aí que o fígado entra em ação, metabolizando o veneno e eliminando-o do organismo.