Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Não compre um Setter Irlandês - a menos que você conheça e queira a raça


O Setter Irlandês é conhecido como o mais bonito dos cães. Com sua pelagem vermelha sedosa, brilhante e cheia de vida, orelhas longas, expressão doce e porte majestoso, este cão chama a atenção por onde passa.
Juntamente com sua aparência física, a personalidade do Setter Irlandês também impressiona: é um cão amável, alegre, brincalhão e afetuoso. O padrão diz que tem um temperamento "travesso", e qualquer um que tenha o prazer de criar um filhote de Setter Irlandês pode dizer exatamente o que isso significa. Ele também é independente, inteligente e teimoso, desejoso de agradar e ainda é determinado a seguir o seu caminho se ele decidir caçar ou "roubar" algo do armário ou da gaveta. O seu instinto de caça é forte e a raça tem uma reputação de ser um companheiro de confiança no campo.
O Setter Irlandês é um cão que demora a amadurecer, tanto mental quanto fisicamente. Sua infância dura muito tempo, e retém algo do seu caráter alegre, tipicamente irlandês, para sempre. Alguns acreditam que o Setter é uma raça de difícil treinamento, mas isto não é verdade. O Setter Irlandês é um cão muito inteligente, algumas vezes mais inteligente que o seu próprio dono, então deve-se ter cuidado e paciência ao se treinar um Setter Irlandês. Uma vez que ele aprenda, a lição nunca mais será esquecida, convém, então, treinar o filhote com amor e firmeza, nunca com crueldade ou grosseria.
A raça é naturalmente limpa e exigente e será fácil aprender as boas maneiras dentro de casa, se for dada a oportunidade de passear em intervalos regulares quando é jovem. Ama estar com as pessoas e se adapta a andar de carro, de preferência em uma caixa de transporte onde ele possa deitar confortavelmente e ficar em segurança. Esta raça não é agressiva mas anunciará energicamente a chegada de quem quer que chegue em casa, e se provocado sabe-se que irá proteger seu dono de qualquer ameaça.
Um dos principais requisitos para se ter um Setter Irlandês é tempo e vontade de exercitá-lo regularmente. Esta é uma raça com um alto nível de energia, que precisa correr e brincar bastante para desenvolver-se. Este é o fator mais importante para se criar um cão saudável e feliz. Exercícios, entretanto, não significam abrir a porta e permitir que o cão saia livremente pela rua, por conta própria. Os Setters Irlandeses irão seguir o seu olfato e não é nada garantido que eles permaneçam no seu território. Algumas vezes isso nunca acontece. Ter um quintal amplo ou se comprometer a caminhar ou correr com o cão diariamente é o melhor que você pode fazer para ter um Setter Irlandês feliz.
Para ser o feliz proprietário desta maravilhosa raça, você deve avaliar, com sinceridade, se o Setter Irlandês é o cão certo para você. Vamos lá?
Você tem espaço para acomodar um cão exuberante que pode pesar cerca de 32 quilos, com uma cauda que bata em todos os enfeites da mesinha de centro, derrubando-os? Você tem paciência para treiná-lo desde o dia que você o leva para casa até que ele tenha atingido a fase adulta, aos dois ou três anos? Você se comprometerá a exercitar o cão diariamente, ou alguém da família se compromete a cumprir esta tarefa fielmente? Você tem o temperamento e o senso de humor para desfrutar de um Setter Irlandês? Você se compromete a cuidar e a ser responsável pelo cão durante toda a sua vida? Você está preparado para incluir o cão como um verdadeiro membro da família?
Se você respondeu afirmativamente (e com sinceridade) a todas estas considerações, então talvez o Setter Irlandês seja o cão certo para você.
Sempre compre de um criador idôneo
A primeira regra é sempre comprar de um criador idôneo e não de alguém que esteja vendendo filhotes na rua. Procure o Kennel Club de sua cidade e eles indicarão o criador mais próximo de você. Muitos despacham os animais para outras cidades, se na sua não houver criadores da raça. Converse com eles, tire suas dúvidas e seja feliz!

Algumas coisas para levar em consideração
Aqui algumas coisas para você levar em consideração quando você for comprar o seu filhote. O criador, que pode ser tanto uma pessoa que possua uma fêmea e tem ninhadas ocasionais (e não as "fábricas de filhotes"), ou que tenha um grande canil com várias matrizes e padreadores e tem mais ninhadas por ano, deve ter o mesmo tipo de operação. O lugar, que pode ser dentro de casa, com a família ou em um canil, deve ser limpo e os filhotes devem ser bem cuidados e contentes. Você deve ver os pais da ninhada, ou receber uma explicação convincente do por que os pais não se encontram com os filhotes (dê preferência a ver os pais da ninhada). A maioria dos criadores tem os pedigrees dos filhotes, mesmo que eles tenham nascido em outro lugar. Isto é aceitável, a menos que os filhotes tenham sido levados comercialmente para revenda. Você deve ver o pai do filhote, mas algumas vezes isso não é possível, já que alguns criadores viajam longas distâncias para achar o padreador ideal para sua matriz.
Veja o pedigree do filhote
Você deve ver uma cópia do pedigree dos filhotes, com fotos do pais, se ele for de outro canil. O criador deve provar a você que os filhotes são registrados no Kennel Club (pode ser tanto pela CBKC quando pela ACB).
Aprenda sobre problemas genéticos que acometem a raça e os testes para identificá-los
Existem alguns problemas de saúde relacionados à raça, assim como acontece com todas as raças e também com os mestiços. Entre elas está a displasia coxo-femural, a Atrofia Progressiva da Retina (PRA, em inglês) e a epilepsia. Você deve perguntar se os pais da ninhada têm os raio-X dos quadris (para ver se possuem ou não a displasia) e que estão livres desta doença e se ou o pai ou a mãe tenham epilepsia ou se eles tiveram filhotes que desenvolveram esse mal.

Existe um teste disponível para determinar se o cão tem Atrofia Progressiva da Retina (PRA), uma doença que leva à cegueira do cão. Os compradores devem perguntar se os pais tem o teste de DNA para PRA e quais foram os resultados do teste. Os criadores geralmente checam os olhos dos seus cães e os registram como "Fundação de Registro do Olho Canino (CERF, em inglês). Mas isto não significa que o cão esteja livre de problemas na vista.
Além disso, o Registro Genético do Setter Irlandês contém uma lista de todos os cães testados geneticamente e aptos a acasalar. Mas não tem 100% de garantia contra a Atrofia Progressiva da Retina ou qualquer outro problema genético conhecido. Os criadores apenas podem diminuir as chances de que algum mal, ou todos eles, ocorram, através de um cuidadoso acasalamento.
Você é designado, como um comprador em potencial, para uma avaliação da ninhada. Os criadores produzem filhotes com a intenção de melhorar a raça. Eles podem estar criando para que certas características sejam alcançadas. Alguns podem estar procurando pelo cão ideal para exposições, outros para ter o melhor cão caçador, com melhor potencial no campo, enquanto outros ainda podem estar buscando combinar todos os atributos de um cão de exposição, campo e obediência. Outros podem estar interessados em produzir os melhores animais de estimação com temperamento estável e aparência adequada. Qualquer que seja o objetivo do criador, ele deve dizê-las para você.
Uma palavra para quem tem bom senso
Aqui estão algumas advertências: Não aceite a palavra de um criador que lhe garanta um campeão quando a ninhada tem apenas oito semanas de idade. Embora os filhotes pareçam maravilhosos nesta idade, isto não garante que ele venha a ser um excelente cão de exposição, de campo ou de obediência. Não seja pressionado a comprar um filhote se você tem dúvidas sobre a condição da ninhada, da mãe ou do criador. Olhe em volta. Se você desconfia de algo, você pode esperar por um filhote. Não leve o primeiro filhote que você viu a menos que todas as condições sejam boas.
Quase todas as ninhadas têm cães de qualidades diferentes. Dependendo da linhagem, alguns podem se tornar cães de exposição, enquanto outros podem ter faltas secundárias, o que não os impede de serem excelentes animais de estimação. Um filhote de uma dessas ninhadas é muito bom porque você tem a certeza que o criador fez o melhor para produzir cães com uma excelentes aparência, temperamento e saúde.
Selecione bem o filhote
Se você está num lugar onde existam canis da raça, ou que tenha um clube da raça, vá a uma exposição ou a um canil e veja os filhotes. Conheça os criadores e expositores e veja qual está disponível onde você mora. Não tenha pressa. Lembre-se que o filhote fará parte da sua família por bastante tempo, então você deve fazer a melhor escolha possível.
Um bom criador lhe faz perguntas
Não fique surpreso se o criador lhe fizer muitas perguntas sobre como você lida com filhotes. Para ser sincero, fique feliz que o criador se preocupe sobre onde o seu filhote irá viver. Criadores responsáveis gastaram muito tempo, energia, emoção e dinheiro com a ninhada. Eles querem ter certeza que os filhotes irão para lares apropriados, onde eles serão felizes e cuidados por toda a sua vida.

Criadores que vendem filhotes para estimação, os quais ele não considera com qualidade para criação, pode pedir que o comprador castre o filhote. Ou ele pode vender o filhote com limitações escritas no pedigree, o que impede que qualquer futura cria daquele cãozinho tenha pedigree. A maioria das pessoas que compram um animal de estimação ficam felizes com isto e não se importam se o filhote tem características de campeão ou não, contanto que sejam bons animais de estimação.

18 comentários:

Sara Favinha disse...

Ótimo post Fúlvia! Essa raça realmente requer tudo isso, e se não tiver espaço suficiente para a atividade física diária que precisa, pode ter sérios problemas nas articulações. Outras raças também necessitam de uma avaliação rigorosa dos futuros donos, como por exemplo o border collie.

Fúlvia e Suzie disse...

Com certeza!
Muitas raças de pequeno porte também necessitam de espaços amplos para viverem, como o Jack Russell. Muitos acreditam, erroneamente, que por serem pequenos se adaptam em aptos. Muitos grandalhões vivem melhor em apto, como alguns Galgos =P
O Border, sem comentários, esse precisa de espaço, além de um dono com o mesmo tanto de energia dele!

Georgia disse...

Eu tive 6 setters, hoje só tenho 3. São tudo isso que vc descreveu e amis, tenho um que apronta coisas de circo!
E o mai vleho, era teimoso, rabugento e só faltava falar, porque a gente dava bronca e ele resmungava...rssss

Com certeza, criar setters não é pra qualquer um, eles grudam em você.

beijos e o brigada pelo texto.

Georgia

freefun0616 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
mellzinhamello disse...

Bom, temos uma Setter, gente que coisa mais fofa ela é, mas também exige muitos cuidados, e espaço.
A minha é brincalhona, adora lamber a porta de vidro, não sei pq, rsrs... Se ela ve a gente comendo ela lambe a porta. Ela tem um espaço enorme pra correr e tem uma poodle como amiga, elas não se desgrudam, as vezes a pequena irrita ela, ela só funga na cara dela e ai a pequena sai correndo. rsrs.MAs depois de 1 min estão brincando. Tudo que vc disse sobre os Setters, eu vivi. Ah, ela tinha uma péssima mania de puxar calcinhas, sutiens e roupas com brilho do varal, já perdi muitas peças, mas faz parte.... hehe
Tive um amigo tbm que tinha um, que só Deus viu, ele era muito bagunceiro, mas depois que passa a gente ri das palhaçadas deles e isso acaba fazendo eu amar mais ainda os Setters....

mellzinhamello disse...

Bom, temos uma Setter, gente que coisa mais fofa ela é, mas também exige muitos cuidados, e espaço.
A minha é brincalhona, adora lamber a porta de vidro, não sei pq, rsrs... Se ela ve a gente comendo ela lambe a porta. Ela tem um espaço enorme pra correr e tem uma poodle como amiga, elas não se desgrudam, as vezes a pequena irrita ela, ela só funga na cara dela e ai a pequena sai correndo. rsrs.MAs depois de 1 min estão brincando. Tudo que vc disse sobre os Setters, eu vivi. Ah, ela tinha uma péssima mania de puxar calcinhas, sutiens e roupas com brilho do varal, já perdi muitas peças, mas faz parte.... hehe
Tive um amigo tbm que tinha um, que só Deus viu, ele era muito bagunceiro, mas depois que passa a gente ri das palhaçadas deles e isso acaba fazendo eu amar mais ainda os Setters....

Deio disse...

A primeira vez que tive de passar por criador involuntário aprendi quanto custa em trabalho, emoção e dinheiro deafazer-se de "suas" crias sem saber se serão bem cuidadas. Nunca me preocupei com pedigree pois comecei essa relação com a raça quando ganhei um filhote macho sem registro de Fake - um campeão da raça nos anos 90 - e comprei uma fêmea também sem registro para fazer companhia a ele (ambos já faleceram). Hoje, um de seus filhotes e sua companheira trouxeram a 3ª geração para a família, uma ninhada de 8 filhotes lindos e perfeitos.
Estou passando de novo pelo processo de achar futuros lares para "meus" filhotes tentando garantir para eles vidas felizes e seguras.
Como todos que convivem com a raça, sou um apaixonado pela doçura e alegria que estes companheiros de TODAS as horas trazem para as nossas vidas.
Obrigado pelo excelente post.

Momone disse...

Realmente, nesse texto está escrito tudo que eu já passei com a "minha" querida LUNA que viveu comigo por 15 anos e que sinto muita falta até hoje e meus olhos maream quando falo nela. Moro em São Paulo e gostaria de ter outro setter. O meu marido na época (namorado) me presentou no dia dos Namorados (foi o melhor presente que recebi dele como namorado). A pessoa de quem ele adquiriu não mora mais em São Paulo. Gostaria de ter outra fêmea. Como faço? Me ajudem! Já faz 01 ano e 03 meses que a minha se foi.

Fúlvia e Suzie disse...

Olá "Momone"!
Procure a criadora Patrícia Testa do canil Triaccan. Ela é criadora de Setter (as quatro raças, se não me engano).

Espero que você consiga ter sua tão sonhada Setter (eu ainda não sei se nem quando terei a minha... triste).

Kalu disse...

Olá. Estou Teclando de Portugal...
Tenho uma Setter que se chama Estrela, foi o cão mai fofo que tive, é a minha companhia tem 5 anos. Ela é tudo que está ecrito ai. Acho que nunca tive um cão tão inteligente, só precisei de a colocar na banheira uma vez, agora ela sabe quando estou preparando o banho dela, ela vai para a banheira sozinha e fica esperando pelo banho.
Adoro a minha Setter como fosse minha filha. Acreditem.

Fúlvia, Suzie e Letícia disse...

Oi Kalu!

Adoro esta raça, acho-a extremamente agradável de se ter. São mesmo inteligentes, fieis e tudo de bom! Quem sabe um dia eu não tenha uma =)

Beijos

Mariane Cristina disse...

ola,tenho uma setter de dois anos e é minha paixão,sempre gostei dessa raça mas esta dificil encontrar um filhote macho para fazer compania para ela futuramente,abraços.

Francesca disse...

oi gente!meu nome é francesca e minha mae ama essa raça,esses dias ela viu um na rua e fico loca,e eu queria saber se alguem tivesse um pra dar ou vender mais barato no sul de minas gerais,ou perto de tres corações,que entre em contatocomigo pelo msn:fran.dlrios@yahoo.com.br
agradeço desde já.

Nanda disse...

Eu tenho um seteer e eu o amo, pq não comprar um? :(

Fúlvia e Suzie disse...

Oi Francesca, tudo bom?

Não tenho conhecimento de quem tenha para doar, mas tente entrar em contato com o canil Triaccan. Só conheço esta criadora, Patrícia Testa.

Abraços!

Fúlvia e Suzie disse...

Oi Nanda =)

É que o Setter, assim como as outras raças e, porque não, os cães sem raça definida, não são para todos. Imagine uma pessoa que não suporte praticar exercícios, brincar com um cão, queira um somente para deitar quietinho na sala. Não daria pra ele ter um Setter. Os dois seriam infelizes e seria mais um caso de abandono, coisa que não é cabível, não é mesmo?

Quando queremos um cão, precisamos pesquisar muito sobre o temperamento dele, se combina com o nosso. Só assim a relação será feliz, para ambos =)

Beijos

Cintia Moreno disse...

Olá Pessoal!
Adoro essa raça, encantadora e amável... tenho um setter chamado Ralf e estamos procurando uma namorada para ele. Infelizmente é muito difícil de se achar...Moro em Sorocaba - SP, caso alguém tenha uma fêmea, por favor encaminhem e-mail para cilaieie@hotmail.com

Karina Ravache disse...

Boa tarde, não sei se alguém pode ajudar. Minha prima tem uma ONG minuscula chamada Amor aos Animais e uma pessoa se mudou e deixou a Setter de 12 anos, cega e surda para trás. Minha prima conseguiu resgatá-la, mas ela está no abrigo com mais de 65 cachorros e 30 + gatos. Ela não tem muito tempo de vida, adora cafuné - balança o rabo com contato humano, eu estou disposta a pegar a Nina e levar para alguém na região de SP, pago comida, levo caminha, etc, só seria legal a Nina ter companhia humana nos últimos meses da vida dela ao invés de só receber comida 2 x por dia. Por favor me contatem em karina_ravache@hotmail.co.uk