Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Natural Dog Care - Capítulo 4: Parte II

TERAPIAS DE TOQUE E MOVIMENTO
Nesta parte vai falar, claro, sobre as terapias onde é necessário que se toque o cão, como massagem, acupuntura etc. É preciso, neste caso, que o cão seja sociável com outras pessoas e que goste de ser tocado, massageado e acariciado.

Acupuntura

A acupuntura surgiu há 3000 anos e, há 2000 anos já se tinham registros que era usada em cavalos pelos soldados chineses. Só foi aceita na medicina veterinária por volta de 1975 (isso nos EUA, aqui eu não tenho certeza, mas acho que foi 10 anos depois).
Funciona da seguinte forma: o cão tem 112 pontos (o humano tem 670) que podem ser "furados" pelas agulhas da acupuntura. Ela faz com que o organismo do cão volte a ficar em harmonia, ou seja, ele não sente dores, não tem desconforto, cura certas doenças etc.
É muito usada em artrite, dor nas costas, tendões machucados e problemas físicos do sistema nervoso. É muito usada como um método não químico para combater dores (ao invés de dar analgésicos, usa-se a acupuntura com muita eficácia).
As seções geralmente são semanais no primeiro mês, depois diminuindo os intervalos entre uma aplicação e outra.
Só pode ser feita por veterinários experientes em aplicá-la em animais, nunca por médicos humanos que fazem isso em, claro, humanos.
Perguntas a serem feitas ANTES de levar o cão para a acupuntura:
• Meu cão irá gostar do tratamento?
• Quanto tempo dura a sessão?
• Como posso saber se meu cão está melhorando?
• Quantas sessões serão necessárias?
• Existem efeitos colaterais?
• Quanto custa?
Opinião do Bruce Fogle - cães calmos tendem a aceitar melhor essa técnica. Alguns cães chegam até mesmo a dormir na sessão, de tão relaxados que ficam.

Acupressure

Parecida com o shiatsu, mas ainda não tem efeitos comprovados, pois é usada em conjunto com a acupuntura. A vantagem é que o próprio dono pode aplicar no cão, depois que souber fazê-lo, para relaxá-lo.
Se feita de modo incorreto, pode causar ainda mais dor e piorar o quadro do cão.
Os pontos de pressão (pressiona com os dedos, rolinhos ou até mesmo ,joelho) são os mesmos da acupuntura. São consideradas terapias irmãs.

Shiatsu

Usada com sucesso no Japão, onde seu uso é bem difundido. Pouco comum na Europa.
Funciona com os mesmos princípios da acupuntura, ou seja, faz-se a pressão nos pontos de energia do cão, usando-se os dedos. No começo a pressão é fraca, aumentando conforme o cão permite. Alongam-se os músculos do tronco, membros e cabeça, que também são massageados. Cada sessão dura em média 20 minutos.
Indicada para relaxar tensão muscular e melhora a circulação, ajudando no processo de cura. Baseada em conhecimentos da anatomia canina, é superior à acupressure (não sei o nome em português). Antes de submeter o cão a esse tratamento, o veterinário olha o histórico médico e as condições físicas e comportamentais do cão.
Fique de olho no comportamento do cão: se ele ficar tranquilo e relaxado na sessão, recompense-o. Se ele ficar agitado e desconfortável, pare o tratamento, senão seu quadro poderá se agravar.

Trigger Poin Therapy (não sei o nome em português)

Não fala quase nada, é praticamente a mesma coisa da acupressure e do shiatsu. Uma coisa interessante que fala é que o Scottish Terrier sofre de dor na mandíbula quando filhotes e podem não conseguir comer sem a ajuda de um analgésico. O mesmo acontece com certos humanos, que é a tensão têmporo-mandibular. É tratada com essa terapia trigger point.

Terapia TTouch

É um termo usado para descrever uma terapia física gentil para animais desenvolvida por Linda Tellington-Jones. São movimentos circulares com os dedos, feito no corpo do cão para relaxá-lo. É particularmente positiva para acalmar cães assustados.
Não fala nada demais, nada que os outros não tenham falado.
Curiosidade: tem este nome (TTouch) por causa de sua "inventora". Ou seja, é marca registrada dela. Mas, nada mais é do que uma massagem que todos nós, simples mortais, podemos fazer em nossos cães (e eles adoram este carinho a mais).

Quiroprática

É um tipo de massagem para a coluna e a região pélvica do animal, que deve ser feita apenas por médicos veterinários aptos a fazer uso da quiroprática, pois se for malfeita, o cão pode ficar seriamente ferido e até paralítico.
Os cães mais beneficiados com a quiroprática são os de coluna longa e patas curtas, como Teckels e Bassets. Recomendável para os cães que sofreram acidentes (coluna prejudicada) e para cães que estão se recuperando de outras doenças.

Osteopatia

Mais ou menos a mesma coisa da quiroprática, com a diferença de que, além de tratar apenas juntas desalinhadas, a osteopatia trabalha também com os músculos. O efeito benéfico é igual.

Massagem Terapêutica

É a mais antiga e natural forma de cuidados médicos. Mais usada em cães de trabalho (atletas), pois suas necessidades de massagem são grandes. Não se usa óleo no cão (meio óbvio).
Diminui o estresse, aumenta a circulação sangüínea, alivia dores. Os cães que são freqüentemente massageados sofrem menos problemas relacionados ao sistema imunológico que outros cães. Donos que massageiam seus próprios cães fortalecem o vínculo entre eles. Cães que são massageados são melhores pacientes, pois se mantém relaxados durante a consulta.
Se o cão estiver se recuperando de machucados e precisar de massagem, especialistas devem fazê-la.
Nunca massageie machucados, áreas inflamadas, cães com febre, em choque, que estão com insolação, nem perto de tumores, ossos quebrados, deslocamentos e ligamentos rompidos. Isso só piorará o quadro do cão.
Por isso, é bom massagear o cão em locais que sabemos que ele não está machucado. Se ele mostrar qualquer desconforto, pare.

Hidroterapia

Virtualmente, todos os mamíferos gostam de água.
Água fria estimula a contração de veias, diminuindo a circulação, inibindo, assim, inflamações. Faz com que o sangue vá para os órgãos internos, tornando-os mais eficientes. Água morna dilata os vasos sangüíneos, aumentando a circulação para a pele e músculos, relaxando-os. Leva mais nutrientes e oxigênio para as células do sistema imunológico. Reduz a pressão sangüínea.
É uma boa forma de fisioterapia.

Outras Terapias

Essas outras terapias são:
• Laser;
• Estímulos elétricos;
• Terapia magnética;
• Ultra-som.
Todas têm o mesmo propósito: aliviar dores. O laser é usado não para queimar as células, mas para provocar certas reações nela. Mais usado em cavalos.
Estímulos elétricos aliviam dores. Fazem a mesma coisa que a acupuntura elétrica.
Ultra-som é usado para "esquentar" ligamentos, tendões ou tecidos cicatrizados. Intensidades baixas são usadas para aliviar dores e espasmos e diminuir inflamações. Intensidades altas são para aquecer os tecidos antes de massageá-los. Também aplicado através de gel em tecidos danificados.
Aumentar a temperatura do tecido aumenta o limiar da dor mas, em excesso, pode destruir o tecido!

Dicas:
• Falta de exercício atrofia os músculos e esticam as juntas. Exercitem-se, você e seu cão!!! Tire o traseiro do sofá e vão caminhar, se exercitar. risos.
• Terapias físicas são boas para reverter quadros de atrofia muscular.
• A dor é benéfica: faz com que o cão descanse a parte do corpo que está machucada.
• Dor em excesso pode ser controlada por muitas formas de terapias físicas.