Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

domingo, 13 de abril de 2008

Níveis: 26. Zen

Chegamos ao último capítulo do livro. Espero que todos tenham se divertido com seus cães e gostado dos textos.
Abraços da Equipe do Canto dos Bichos!

NÍVEL UM
O cão deve ficar longe do petisco na mão do dono por 5 segundos. Pode haver apenas um comando de voz, que deve ser dado antes de apresentar a mão.

DISCUSSÃO:
“Zen” é tão importante quanto a base da civilização. Significa “auto-controle”. Um cão não treinado é um cão sem controle. Ele quer comida; come, esteja a comida no chão, na mesa, nas mãos de uma criança. Ele quer cumprimentar alguém, cumprimenta, seja precisando puxar o dono ou não, a pessoa querendo ou não ser cumprimentada, quer a pessoa esteja do outro lado de uma rua movimentada ou não. Um dono não treinado tenta controlar o cão – para mantê-lo longe da mesa ou da criança, ele diz para o cão se afastar usando a guia, segurando-o perto de pessoas e fisicamente mantendo-o longe da rua.

Um cão treinado entende que para conseguir o que quer precisa se controlar, e um dono treinado sabe que o verdadeiro controle de um animal deve vir do próprio animal, não do dono.

O cão treinado vê uma pessoa com comida e senta, porque cães educados recebem recompensa. Ele cumprimenta as pessoas com as quatro patas no chão porque assim ganha carinho. Mantém a guia frouxa porque a guia tensa nunca vai na direção que ele quer ir. Vem quando chamado porque o que o dono tem para ele é sempre melhor do que ele acharia sozinho.

O que tudo isso tem a ver com “Zen”? Simplesmente que o modo para pegar comida da mão do dono é ficar longe dela. Quando mais o cão quer a comida, mais ele terá que fingir não querê-la.
O legal do Zen é que uma vez que o cão tenha aprendido o bastante, ele começa a aplicar os princípios do auto-controle na vida toda. Ele pratica a “guia Zen” mantendo-a frouxa, “chão Zen” ignorando o petisco no chão e “mesa Zen” ao sentar e desejar que a comida saia da mesa ao invés de pular e pegá-la.

COMEÇANDO:
A maneira mais fácil de ensinar o Zen ao cão é fazer pouco. Mostre um petisco ao cão, e depois cubra-o com sua mão, deixando-o protegido. Nenhuma parte do petisco deve estar disponível. Coloque sua mão na frente do cão, na altura da boca. Note que você fica com o punho fechado para proteger o petisco. Este deverá ser o primeiro comando do cão. Este comando diz “Fique longe de minha mão.”. Depois você pode mudar o comando se quiser, adicione uma palavra que signifique a mesma coisa, ou mude a aparência e posição de sua mão, mas por enquanto, sua mão estará sempre fechada ao ensinar o Zen ao cão.

Tentar proteger o petisco segurando-o acima da cabeça do cão ou tirando-o do alcance dele quando ele se aproxima, são erros comuns. Segurar no alto encorajará o cão a pular para pegar e tirar do alcance fará com que ele tente abocanhar. Você já protege o petisco com o punho fechado. Deixe o Zen fazer seu trabalho. Deixe o cão descobrir como fazer para ganhar o petisco.
Cutucar com as patas, morder e lamber não funciona. Se seu cão passa um tempão trabalhando na sua mão, tentando pegar o petisco, ótimo! Imagine quanto entusiasmo e vigor ele usa para conseguir o que quer! Uma vez que você explique o que funcionará, ele o fará. Se cheirar brevemente sua mão e logo perder o interesse, ótimo! Sua explicação será curta e fácil.

Mas como ele consegue o petisco da sua mão? Ele tira o focinho de perto dela! Sim, isto é tudo que ele deve fazer, se cansar de cutucar sua mão e tirar o focinho de perto. E se ele realmente sair de perto? E se ele nem lamber? E se ele se afastar por acidente? E daí? Há apenas uma questão – ele afastou o focinho da sua mão? Se sim, clique e abra-a para o petisco cair no chão.
Isso mesmo, deixe-o cair no chão. Não dê na boca. Você pode ensinar-lhe o Zen dando o petisco na boca, mas a explicação geralmente é menor e mais clara quando você deixa-o cair no chão. “Não toque minha mão, agora coma dela” pode confundir o cão.

Mantenha o petisco a salvo do cão até que ele se afaste de sua mão, clique quando ele se afastar e deixe o petisco cair. Espere pelo momento mágico quando ele perceber como fazer para ganhar o petisco.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
ELE ESTÁ ME MACHUCANDO!
Se ele realmente lhe machuca com a boca ou patas, há muitas opções. Você pode usar luvas ou proteger o petisco com uma xícara de plástico ao invés da mão nua. Você pode jogar o petisco no chão entre seus pés (calçados), seus sapatos protegerão. Você pode tirar sua mão do alcance dele por um momento, então oferecê-la novamente quando o cão estiver com as quatro patas no chão. Se tentar este, lembre de levar o petisco bem fora de alcance, não apenas o bastante para fazê-lo pular. Se ele ficar muito entusiasmado nas tentativas de pegar o petisco, pode gritar AI! e dar um tapinha (muito de leve!) no focinho para desencorajá-lo. No adestramento, o mais importante é sua imaginação. Defina seu problema (preciso impedir que ele me machuque enquanto ensino o Zen). Então, descubra como você conseguirá o que precisa.

QUANDO DEIXO CAIR O PETISCO, ELE NÃO CONSEGUE ACHÁ-LO! Se o cão não sabe que o petisco sai da sua mão depois do clique, dê-lhe algumas dicas até que ele comece a perceber a comida caindo. Faça um movimento dramático quando deixar cair o petisco no chão, ao invés de apenas abrir sua mão. Trabalhe com a ração ou outros petiscos duros, em um piso onde ele os ouça cair. Use petiscos maiores para facilitar o cão achá-los. Use sua imaginação! Isto é comum em filhotes e cães com pouca experiência em achar petiscos no chão.

ELE BATE NA MINHA MÃO E SE AFASTA! Esta é uma pequena cadeia simples que os cães descobrem. Muitos cães percebem que o comportamento necessário é a) bater na mão, b) se afastar da mão e c) ganhar o clique e o petisco. Infelizmente, não queremos ensinar esta cadeia. Apenas queremos que o cão aprenda a se afastar de nossa mão para ganhar o C/T, sem antes bater. Se você perceber que ele tem que tocar sua mão antes de se afastar dela, você pode tirar sua mão do alcance dele quando ele tentar tocá-la, então clicar assim que ele recuar. Ou você pode clicar assim que ele for na direção da sua mão, antes que ele a toque. Este pequeno mal entendido nos mostra muito sobre adestramento. Mostra o quão maravilho é o cão e como o adestramento com clicker pode ser rápido. Nos mostra o cão aprendendo uma cadeia composta por diferentes comportamentos. Mostra quão fácil é ensinar coisas que você não quer que o cão aprenda se você não prestar atenção. E mostra quão fácil é recuperar coisas (comportamentos) quando notamos o erro.

ADICIONANDO UM COMANDO:
Decida qual palavra é mais fácil para você quando pensa em manter o cão longe de algo. Um comando comum é “Deixa”. “Não” pode ser usado, mas a maioria das pessoas têm o péssimo hábito de gritar “Não!” para o cão quando ele se chacoalha depois do banho, quando persegue gatos, quando late demais e quando suja o tapete. O que queremos de um comando é uma informação clara sobre o que o cão deve fazer.

CONTINUANDO A EDUCAR:
É legal ensinar Zen a cães de raças grandes com donos que acham que o cão não é esperto o bastante. Em poucos minutos, este cão “estúpido” consegue sentar a 1,5m de distância da mesa e olhar para um delicioso pedaço de carne deixado por lá de bobeira. Assim que os donos vêem que a culpa cai nas explicações e não no cão, podemos começar um relacionamento real.

Quando o cão ficar longe de sua mão na maioria das vezes para ganhar o clique, você perceberá que para ele “ficar distante” está ficando mais difícil, mais rápido e mais longo. Escolha uma resposta e a molde em algo melhor. Se você escolher trabalhar em distância, por exemplo, descubra o quão longe ele geralmente se afasta da sua mão (digamos, 15cm). Clique para respostas a 15cm e mais longes que estas. Não clique para distâncias menores. Em pouco tempo você verá que a distância habitual aumentou para 17,5cm, então clique para 17,5cm ou mais, e não clique para distâncias menores.

Faça o mesmo para tempo. Uma regra boa é “Dez vezes certo, uma vez errada”. Se você clica por 3 segundos de acerto seguidos, você pode tentar esperar por 4 segundos uma vez. Se o cão errar, bem, você tentou e não deu certo. Clique outras 10x para 3 segundos, e tente os 4s de novo. Se não funcionar, mais 10x para 3s. Se funcionar, continue clicando para 4s até que você obtenha 10 acertos. Quando você obtiver 10 acertos seguidos aos 4s, tente esperar 5s.

Quando você tem uma distância e tempo descentes, use uma mesa. Mostre o petisco para o cão, coloque o petisco na mesa e cubra-o com sua mão. Se você achar que será fácil, se enganou. Ficar longe da sua mão não é o mesmo que ficar longe da mesa. Basicamente, você explicará o Zen de novo, do começo. Talvez seja bem rápido. Talvez o cão volte ao começo e tente cavar, para tirar o petisco de debaixo de sua mão. Os dois são atitudes normais.

Petisco na mesa, coberto pela mão. O cão não consegue pegá-lo pelos métodos normais. Cedo ou tarde, por acidente ou não, o focinho dele se afastará da sua mão na mesa. Clique jogue o petisco no chão. No chão, porque você não quer clicar e deixar o cão comer o petisco na mesa!

Quando ele fez a associação (ah, Mesa Zen! Entendi!), viva perigosamente. Tire a mão de perto do petisco. Claro, quando você fizer isso, ele irá tentar pegar o petisco, então esteja preparado para cobri-lo de novo. Então, assim que ele se afastar, afaste sua mão de novo. Clique e jogue o petisco no chão quando ele estiver longe dele. Construa seu tempo e distância até que você possa se afastar do petisco com segurança, deixando o petisco totalmente disponível na mesa. Quando você pode se afastar e deixar o petisco sozinho, com o cão se mantendo à distância e esperando você clicar e jogar o petisco da mesa, adicione o comando ao colocar o petisco na mesa. Use um tom de voz amável, baixo porque é assim que você falará com seu cão. Além do mais, isto torna o controle mais impressionante quando você simplesmente pede por ele, ao invés de gritar e ameaçar.

NÍVEL DOIS
O cão fica longe do petisco na mão do dono por 5 segundos e no sofá ou cadeira por 10 segundos. Não mais que dois comandos para cada comportamento, o dono não pode proteger o petisco para mantê-lo a salvo. A intenção é apresentar o petisco no nível do focinho.

DISCUSSÃO:
Mão Zen, por si só, é bom para evitar que o cão pegue seus biscoitos de sua mão, mas a glória é como ele se aplica na vida do cão. Neste Nível vamos trabalhar em expandir a idéia não-pegue-comida da sua mão para o sofá (ou cadeira, mesa de centro, mesa, depende do tamanho do seu cão) e aumentar a quantidade de tempo que ele consegue se controlar.

COMEÇANDO:
Estamos construindo o início de uma cadeia de comportamentos. Ele já tem a primeira parte (ficar longe da mão por 5s). Agora, esqueça isso um pouco. Precisamos ensiná-lo o Sofá Zen. Pegue o petisco na sua mão Zen e coloque-o no sofá. Cubra-o com a mão aberta. Como antes, deixe-o lamber, cutucar com o focinho etc. Quando ele afastar o focinho, clique e jogue o petisco no chão. Assim damos a mesma explicação clara do Zen ao jogarmos o petisco, como no Nível Um.

Quando ele conseguir ficar longe do petisco debaixo de sua mão por cinco segundos, devagar descubra-o. Se ele for para cima, não responda de outro modo a não ser cobrindo-o de volta, para o cão não pegá-lo. Fique com sua mão sobre ele por mais alguns segundos, e descubra-o lentamente de novo. Quando ele não for para cima, clique e jogue o petisco no chão. Trabalhe até 15 segundos com o petisco descoberto na mesa.

Agora volte para 8 segundos, e mova sua mão um pouco para longe do petisco. Sente um pouco. Mostre que confia no cão (seja verdade ou não – na verdade, você não está deixando o petisco desprotegido, você apenas está de olho e, caso ele tente pegá-lo, cubra com sua mão). Quando você conseguir se sentar com as mãos no colo por 15 segundos, você pode seguir em frente.
Agora volte para o plano Mão Zen, e trabalhe até os 15 segundos.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
ELE ESTÁ ARRANHANDO MINHA MESA DE CENTRO!
Ok, não coloque mais o petisco aí. Segure-o na sua mão Zen. Faça o mão Zen logo acima da superfície da mesa. Quando ele entender, coloque sua mão Zen na mesa de centro. Quando ele entender, tente colocar o petisco na mesa com seu punho fechado cobrindo-o. Quando ele entender, abra o punho fechado. Se você gosta muito da mesa, use uma cadeira de plástico ou um bloco de madeira para explicar este comportamento – algo que ele não possa “machucar”.

ADICIONANDO UM COMANDO:
Quando você muda o que pede para o cão, você deixa de usar o comando. Quando ele estiver bom no novo comportamento, adicione-o de novo.

CONTINUANDO A EDUCAR:
Você tem uma Mão Zen de 10 segundos, e um Sofá Zen de 15 segundos. Agora você está pronto para uni-los. Faça 10 segundos de mão Zen 5x, então 15 segundos de sofá Zen 5x. Depois, 5s de sofá Zen com 1s de mão Zen sobre o sofá. Depois, 5s de sofá Zen com 2s de mão Zen e assim por diante. Se ele tiver problemas com qualquer parte desta cadeia, divida-a. Se, por exemplo, ele pular para pegar o petisco quando você o coloca no sofá, não trabalhe-o com a mão Zen primeiro. Se você tem problema com o sofá Zen, trabalhe no sofá Zen até que ele entenda. Aí coloque este comportamento de volta na cadeia de mão Zen-sofá Zen. Trabalhe até seus 5s mão e 10s sofá Zen. Veja que toda vez que tornamos uma parte mais difícil, facilitamos a outra.

NÍVEL TRÊS
O cão fica longe do petisco na mão de um estranho por 20s, 1 comando apenas. O estranho não atrai o cão, mas não aparenta proteger o petisco. Não é do interesse de ninguém permitir que o cão pegue o petisco.

DISCUSSÃO:
Uma coisa é o cão se controlar com você. Outra coisa é ele saber que não pode pegar comida de estranhos, crianças e outros cães. Deixe a mão do estranho trabalhar!

COMEÇANDO:
Duas partes para este Nível – duração e petisco na mão do estranho. Duração é o mesmo que todos os outros comportamentos de duração no Nível Três. Você teve um bom começo, continue trabalhando as 300 Repetições para o Zen – ele fica longe da sua mão por 10 segundos, clique. 11s, clique, 12s, clique. Neste ponto, se tudo estiver indo bem, você pode aumentar em 2 segundos a contagem. Quando chegar aos 20 segundos, poderá aumentar 5 segundos por vez. Como você vai mudar algo drástico no comportamento – colocará o petisco na mão de um estranho ao invés da sua – você deverá diminuir suas expectativas em parte. Obtenha a duração até 30 ou 40 segundos antes de pedir que alguém lhe ajude, assim você pode diminuir seu critério facilmente para um ou dois segundos.

Se você tem um amigo, deixe-o ser o estranho – neste caso, o estranho significa “não é você”. Fale com a pessoa primeiro. Explique exatamente o que quer que ele faça, até pratique fingindo que sua mão é o cão, para que ele entenda. Quando você coloca o cão na situação, pare de usar o comando e deixe o cão descobrir o comportamento de novo. Zen é um comportamento que o cão entende facilmente, seu amigo pode ser capaz de ter uma duração de 5s para 30s, aumentando a contagem em 5s, mas fique esperto e diminua o aumento de tempo se o cão começar a falar. Se o estranho (ou amigo) consegue o comportamento até 30s, ache um estranho. Tenha em mente que um estranho para o cão não precisa ser um estranho para você.

Releia a introdução. A parte chamada “João Bobo” descreve um jogo que pode ser jogado com pessoas que ensinam ao cão o estranho Zen.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
NÃO TENHO AMIGOS QUE GOSTAM DE CÃES!
Tudo bem. Se você for a um parque e sentar num banco, cedo ou tarde alguém aparecerá querendo fazer carinho no seu cão. “Claro! Mas eu tenho algo ainda melhor. Você se importaria de me ajudar a ensinar ao meu cão uma coisa? Seria de grande ajuda!”.

ADICIONANDO UM COMANDO:
É um ótimo comportamento. Seu cão não consegue prestar atenção quando passa por pessoas. Simplesmente diga-lhe que aquelas pessoas não lhe darão nada – comando Zen. Ele vê uma ave morta na calçada – comando Zen. Como é um ótimo comportamento, você não quer enfraquecer o comando, então, certifique-se de usá-lo quando você tem total controle da situação. Não adianta gritar “DEIXA, DEIXA, DEIXAAA!” enquanto seu cão come a ave morta.

CONTINUANDO A EDUCAR:
Consiga o maior número de pessoas possível para brincar de estranho Zen com você, e varie o tipo de pessoas também: crianças, adultos, homens altos, mulheres baixas, pessoas de outras culturas, usando turbantes, uniformes. Se seu cão é pouco tímido, trabalhe rapidamente até o ponto onde você tem um bom controle do Zen, então você conseguirá fazer o cão se afastar das pessoas quando você quiser, e então comece a se concentrar em dizer ao cão que aquelas pessoas são realmente divertidas e interessantes. Veja que, diferente de uma correção por não prestar atenção, o estranho Zen não diz ao cão que olhar um estranho significa que ele será machucado, apenas lhe diz “aquele cara não tem nada pra você hoje”.

NÍVEL QUATRO
O cão deve ficar longe do petisco no chão por 30s, 2 comandos apenas. O petisco é mostrado ao cão, comandos dados, petisco colocado no chão, é permitido ao cão se aproximar do petisco em 30cm.

DISCUSSÃO:
Até as pessoas aprenderem o chão Zen, elas geralmente se aborrecem com a idéia de deixar o cão pegar petiscos do chão. Estamos dizendo às pessoas para jogar comida no chão! Agora, acabou a preocupação.

COMEÇANDO:
É o plano Zen, mas com o comida no chão. Nada de mais, cubra-a com seu pé ao invés da mão. Atenção – tire seus sapatos e meia! Se você fizer isto com sapatos, esmagará a ração ou sujará todo o piso e o seu sapato.

Mostre o petisco para o cão. Trabalhe o mão Zen 5x, para começar. Então, como se fosse fazer o 6º mão Zen, coloque o outro petisco no chão e cubra-o com o pé. Se ele cavar, OK, só certifique-se que o petisco está protegido e ele não conseguirá pegá-lo. Deixe-o cheirar, lamber, mordiscar. Nada. Quando ele começar a perder interesse, clique, tire o pé de cima do petisco e jogue-o para o cão. Igual você fazia no mesa Zen, como quem diz que ele pode comer, mas não no lugar onde está, temos que mudar de lugar primeiro. Depois, você pode continuar assim ou adicionar um comando ou liberar o cão, para dizer que o petisco está disponível. De qualquer jeito, não se pode mais pegar comida do chão.

Quando ele não estiver mais cutucando seu pé para pegar o petisco, comece a deixá-lo ver o petisco. Levante levemente o pé, para ele dar uma espiada. Quando ele for pra cima, cubra-o. “Ah, você não pode pega-lo, você ouviu um clique? Acho que não!”. Quando ele se afastar, levante seu pé de novo. Quando ele conseguir ficar longe enquanto ainda conseguir ver o petisco, clique e jogue-o para o cão. É o mesmo comportamento que abrir a mão no mão Zen.
Finalmente, comece sua contagem das 300 Repetições para o Zen – ele pode ficar longe do petisco por 1s? Clique. 2s? Clique. 3s? Clique.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS:
QUERO BRINCAR DISTO, MAS ASSIM QUE NAO O DEIXO COMER, ELE VAI EMBORA!
Você está esperando demais. Entre olhar para o petisco e ir embora, há um momento onde você deve clicar e deixá-lo comer o petisco. Vise a decisão. Se você clica a decisão do cão, você conseguiu. É como: “Nossa, um petisco!”. “Ah, (CLIQUE), não consegui pegá-lo, acho que vou procurar minha bolinha.”.

ELE EMPURRA MEU PÉ! Cachorro esperto! Bom, brinque de chão Zen com uma xícara de ponta cabeça sobre o petisco. Ou brinque com o petisco numa fenda na calçada onde ele nunca conseguirá pegá-lo e você terá que ter um segundo petisco para a recompensa. Ou seja, descubra algum jeito de proteger o petisco no chão sem controlar o cão.

ADICIONANDO UM COMANDO:
Naturalmente você para de usar o comando quando muda do mão Zen para o chão Zen. Quando você confiar que ele não irá empurrar seu pé, pode recomeçar a usar o comando.

CONTINUANDO A EDUCAR:
Provavelmente você verá que conforme ele fica longe do petisco, ele se afastará ainda mais dele. Então, você adiciona distância ao seu critério, você não clica, a menos que ele se afaste pelo menos 15cm, 25cm etc. Neste ponto você pode começar a “perseguir” com o petisco– comande para não tocar, então coloque-o bem na frente do focinho do cão e clique quando ele virar a cabeça para evitar o petisco. Logo você será capaz de fingir perseguir o cão com o petisco, e ele evitando-o – um truque impressionante!

NÍVEL CINCO
O cão fica longe do petisco no chão enquanto caminha com a guia frouxa. Comandos apropriados.

DISCUSSÃO:
Os filhotes, principalmente, podem ter dificuldade em entender que eles podem pensar no Zen e andar ao mesmo tempo, mas isto lhe traz o Zen para a vida real – sair para passear e não ter o seu cão pegando qualquer porcaria que encontrar!

NÍVEL SEIS
O cão fica longe de cinco petiscos no chão durante o Recall (chamado, vem). Comandos apropriados.

DISCUSSÃO:
Não é um passo grande para o cão, já que nós realmente não usamos a guia para ensinar-lhe o Zen. É um grande passo para o adestrador, que tende a pensar que o único controle real que ele tem sobre o cão é a guia. Lembre-se: não se trata do seu controle, mas sim do auto-controle do seu cão!

Tradução: Fúlvia Zepilho de Andrade
Fonte: www.dragonflyllama.com

3 comentários:

Transplante de Cabelo disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Transplante de Cabelo, I hope you enjoy. The address is http://transplante-de-cabelo.blogspot.com. A hug.

TV de Plasma disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the TV de Plasma, I hope you enjoy. The address is http://tv-de-plasma.blogspot.com. A hug.

非凡 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,