Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

domingo, 17 de dezembro de 2006

Clicker - Uma breve introdução

O que é “treinamento com clicker”??
É o termo popular para o método de ensino baseado no que sabemos sobre como os seres vivos aprendem.
Estudos mostraram que qualquer criatura – seja um cachorro, gato, golfinho, papagaio, peixe, cavalo, lhama ou humano – é mais suscetível ao aprendizado e à repetição de ações que resultam em consequências que ele goste e deseja.
O treinamento com clicker oferece consequências desejadas pelo animal, em troca das ações ou comportamentos desejados pelo treinador.
Chamamos essas conseqüências de “recompensa” e o processo que leva à recompensa é chamado de “reforço”. Treinamento com Clicker, portanto, é um sistema de treinamento baseado em “reforço-positivo” (coisas que o animal deseja).

Por que o clicker é usado?
A principal diferença entre o treinamento com clicker e outros treinamentos baseados em recompensas, é que o animal tem como saber EXATAMENTE qual comportamento fez com que ele ganhasse a recompensa. Essa informação é comunicada com um som único e distinto, um “click”, que ocorre ao mesmo tempo que o comportamento desejado – seguido da recompensa.
Sem o “click”, você pode demorar para recompensar e o animal pode não fazer a conexão entre a recompensa e aquela ação, ou, pior, pode associar a recompensa à uma outra ação, ocorrida logo em seguida à que você gostaria.

Com o click o treinador conseque “marcar” precisamente o comportamento, fazendo com que o animal saiba exatamente o que ele estava fazendo. É por isso que os treinadores chamam o “click” de “marcador de eventos”. O “click” também faz a conexão entre o comportamento e a recompensa.

Por que usar o click? Por que não uma palavra?
O click se torna mais potente do que uma palavra porque não é um som que o animal pode ouvir em outras circunstâncias. Ele significa apenas uma coisa: uma recompensa está a caminho pelo que você fez quando ouviu o click.
Ele pode ser produzido instantaneamente e no momento exato em que o comportamento ocorre. Mesmo um comportamento muito pequeno e rápido (o movimento da orelha, por exemplo), pode ser “clicado”.

Diferente das nossas vozes, em que a mesma palavra pode ter vários tons e expressar emoções e significados diferentes a cada vez, o som do “click” é exatamente igual todas as vezes, e seu significado nunca varia.

Humanos são criaturas verbais, mas os animais não. Pode ser difícil para eles diferenciar uma única palavra de tantas outras sem significado que lhes dizemos todos os dias. O significado do click, no entanto, é sempre claro. É sempre dirigido ao animal, e é sempre coisa boa.
A clareza com que o click permite ao treinador se comunicar com seus animais tem um efeito profundo no relacionamento entre eles. O nível de interação aumenta, e o treinador e o animal se tornam mais interessados e divertidos um para o outro.

Como funciona esse treinamento?
Depois de associar o click a coisas boas, o treinador clica no exato momento em que o comportamento ocorre: o cavalo levanta a cabeça, o treinador clica (simultaneamente). O cachorro senta, o treinador clica.
Clicar é como tirar uma foto de um comportamento que o treinador quer que se repita. Depois de “tirar a foto”, o treinador dá ao animal alguma coisa que ele gosta, normalmente petiscos, mas também brincadeira, carinho ou qualquer outra recompensa.
Logo, (às vezes com dois ou três cliques) o animal vai associar o som do clicker com algo que ele gosta: a recompensa. Como ele deseja repetir esse evento prazeroso de ganhar o que quer, ele vai também repetir a ação que estava fazendo quando ouviu o click.
Qualquer comportamento pode ser treinado, com qualquer animal.

O clicker e as recompensas precisam ser usados para cada comportamento, para sempre?
Não. Uma vez que o comportamento foi aprendido e o animal entende o comando, não há mais a necessidade de clicar. Você pode manter o comportamento recompensando o animal ocasionalmente.

Comportamentos aprendidos também são mantidos com recompensas do dia-a-dia: por exemplo, sentar quietinho na frente da porta é recompensado com você abrindo a porta para o animal sair/entrar.

Clique aqui para ver um vídeo exemplo de treinamento com clicker com cavalo: Ensinado ele a subir em um pedestal (sem nem mesmo tocá-lo!).

Se quiser ver outros animais e treinamentos com clicker, clique aqui.



Fonte: Karen Pryor Clickertraining - http://www.clickertraining.com/