Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Não compre um Bouvier

Há um tempo atrás falei sobre não comprar um Setter Irlandês, a menos que se conhecesse e quisesse realmente a raça. Hoje vou falar do Bouvier de Flandres, uma raça não muito conhecida no Brasil ainda, mas que pode ser vítima da compra impulsiva, de maus criadores, como acontece com muitas raças no Brasil hoje em dia. Para que você faça uma escolha acertada e não compre um cão que tem um temperamento incompatível com o seu, evitando que este seja abandonado, como muitos cães de raça hoje o são (acredite, existem muitos cães de raça sendo abandonados, e os números só aumentam, simplesmente pelo simples fato das pessoas comprarem os cães de forma impulsiva e/ou vítimas de criadores de fundo de quintal).

Interessado em comprar um Bouvier de Flandres? Deve estar, senão não estaria lendo isto. Você já deve ter ouvido que o Bouvier é um cão maravilhoso. Bom, mas você também precisa saber, antes que seja tarde, que o Bouvier NÃO É A RAÇA PERFEITA PARA TODO MUNDO. Como raça, eles têm algumas características que algumas pessoas acham encantadoras, mas outras pessoas as acham um pouco desagradáveis e outras acham completamente intoleráveis.

Existem diferentes raças para diferentes necessidades. Existem mais de 300 raças caninas no mundo. Talvez você se dê melhor com outra raça. Talvez você se dê melhor com um gato. Ou talvez com um peixe, um passarinho, um hamster ou com plantas.

Não compre um Bouvier se você estiver atraído pela raça principalmente por sua aparência.

A aparência do Bouvier que você vê nas exposições é o produto de muitas horas de banho e escovação. Esta beleza "construída" cuidadosamente é passageira: em poucos minutos de liberdade, brincando nos campos ou passeando na chuva devolvem a sua aparência natural. A aparência natural do Bouvier é de um cão grande, de pêlos desgrenhados, geralmente um pouco sujo e com uns matinhos agarrados em seu pêlo desarrumado. Sua estética é parecida com uma cama totalmente desarrumada. Lembre-se que o seu apelido em alemão, "Vuilbaard" significa "barba suja". A verdadeira beleza do Bouvier está no seu caráter, não na sua aparência. Existem muitas outras raças cuja beleza natural supera de longe a do Bouvier. A aparência de algumas raças de pêlo longo e a maioria das raças de pêlo curto precisam de menos escovações que a do Bouvier.

Não compre um Bouvier se você não quer compartilhar sua casa e sua vida com seu cão.

Os Bouviers foram criados para participar no trabalho na fazenda com a família e para passar a maior parte do tempo em que está acordado para trabalhar com a família. Eles são muito companheiros e querem estar sempre perto de você. São mais felizes vivendo com você na sua casa e saindo com você. Enquanto eles geralmente agüentam ser deixados sozinhos em casa (preferivelmente com uma portinhola que dê acesso ao quintal), eles não devem ser relegados a viver somente no quintal ou no canil. Um filhote que vive longe da casa é provável que cresça anti-social (medroso e/ou muito agressivo), incontrolável e infeliz. Ele pode desenvolver alguns passatempos, como latir ou cavar, o que ira irritar você e seus vizinhos. Um adulto que viva excluído do convívio familiar será muito triste também. Se você realmente prefere não ter um cão companheiro o maior tempo possível, não gostar que ele durma na sua cama durante a noite e não quer que ele faça parte da maioria de suas atividades diárias, você deve mesmo escolher uma raça menos dependente da companhia humana. Também se o seu trabalho ou outras obrigações evitam que você passe algum tempo com o seu cão, é melhor escolher outra raça. Nenhum cão é realmente feliz com a companhia dos donos, mas os galgos são mais tolerantes em viver em canis ou no quintal por mais tempo, a menos que eles vivam em grupos de dois ou mais. A melhor escolha seria um gato, já que eles são solitários por natureza.

Não compre um Bouvier se você não pretende educar (treinar) seu cão.

A obediência básica e as regras de treinamento para uma boa convivência em casa NÃO É opcional para o Bouvier. Você deve ensiná-lo a responder prontamente a comandos como "vem", "deita", "fica" e andar "junto", sempre com coleira e guia. Você também deve ensiná-lo a respeitar as regras da casa: por exemplo, será permitido ao seu Bouvier subir na mobília? Será permitido que ele fique pedindo comida na mesa? O que você permite ou proíbe não é importante, mas é "crucial" que você, e não o cão, faça essas escolhas e que você reforce suas regras constantemente. Você deve se comprometer a estar presente nas aulas de obediência do cão, na escola ou com o adestrador particular, e fazer pequenas sessões de obediência (5 a 20 minutos) em casa por dia, para reforçar o aprendizado. Conforme os comandos forem aprendidos, eles devem ser integrados na sua vida o tempo todo, para reforçar ainda mais a boa convivência entre vocês. Filhotes de Bouvier são relativamente fáceis de treinar: eles gostam de agradar, são inteligentes, de natureza calma e muito atentos. Uma vez que o Bouvier aprenda algo, ele tende a guardar aquilo na memória. Seu lindo, doce e pequeno filhote de Bouvier irá crescer e se tornar um cão grande, poderoso, com uma personalidade forte e determinada a terminar qualquer coisa que tenha começado. Se ele cresceu te respeitando e respeitando as suas regras, então toda sua força mental e física trabalhará para você. Mas, se ele cresceu nem saber nenhuma regra e sem orientações dadas por você, certamente ele fará suas próprias regras e seu poder físico e mental freqüentemente agirão contra seus desejos e necessidades. Por exemplo: ele pode arrastar você rua abaixo, como se estivesse competindo numa corrida de trenós (Iron Dog); ele pode roubar comida da mesa; ele pode proibir que os seus convidados entrem na sua casa.

Este treinamento não pode ser delegado a outra pessoa, por exemplo, mandar o cão para um "internato", porque a relação de respeito e obediência é pessoal entre o cão e o indivíduo que o está educando. Enquanto você definitivamente quer muito a ajuda de um adestrador experiente para te ensinar como educar o seu cão, na verdade você mesmo pode educar o seu Bouvier. Como cada lição é bem assimilada, então as outras pessoas da casa (exceto as crianças muito pequenas) devem trabalhar com o cão, insistindo que o cão lhes obedeça.

Muitos dos Bouviers que são resgatados de abrigos mostram claramente que eles receberam pouco ou nenhum treinamento básico, nem em obediência nem em regras de boa convivência dentro de casa; mas esses cães respondem muito bem ao treinamento dado pelos trabalhadores dos abrigos ou pelo seu novo dono, que o adotou. Parece provável que o fracasso em treinar o cão é um dos motivos para que os Bouviers sejam abandonados.

Se você não pretende educar o seu cão, de preferência durante sua infância, você se daria melhor com uma raça que seja pequena e socialmente submissa, por exemplo, um Pastor de Shetland. Esta raça precisa de treinamento, mas aprendem mais rápido que um Bouvier. Na direção oposta, se o seu objetivo em treinamento de obediência é orientado para competições de obediência de alto nível, por favor, tenha em mente que o Bouvier não está entre as raças com melhor performance nesta categoria. (Os Bouviers podem, com treinamento adequado, se sair muito bem em competições de trabalho, como agility, corridas, faro, proteção e pastoreio).

Não Compre um Bouvier se Você Tiver uma Personalidade Fraca Para Ser o Líder da Matilha.

Os cães não acreditam em igualdade social. Eles vivem em uma hierarquia social liderada pelo cão líder (Alfa). O cão alfa geralmente é bom, afetuoso, e não é tirano para com os seus subordinados; mas não há dúvida em sua mente que ele é o chefe e é ele quem dita as regras. Qualquer que seja a raça, se você não assumir a liderança, o cão a assumirá cedo ou tarde e com conseqüências mais ou menos desagradáveis para o dono abdicado. Como cão destreinado, o cão líder faz suas próprias regras e as força para que os outros membros da casa as sigam, por meio de uma postura física dominante e um olhar fixo, seguidos de um rosnado ou então de uma mordida. As raças diferem umas das outras no assunto dominância social; e indivíduos dentro de uma mesma raça também diferem entre si consideravelmente. Os Bouviers são uma raça que tendem a ser de personalidade social dominante. Você realmente não pode deixar que um Bouvier se torne o seu chefe. Você não tem que ter a personalidade ou os modos de um Sargento da Marinha, mas você tem que ter calma e a segurança de um chefe de família ("Porque eu sou sua mãe e pronto!!") ou de um professor de sucesso. Se você acha que vai ter dificuldades em assumir a liderança com calma e confiança, então escolha uma raça conhecida por seu temperamento subordinado, como um Golden Retriever ou um Pastor de Shetland, e peça ao criador para selecionar um dos filhotes mais submissos da ninhada para você. Se a idéia de "ser o chefe" te deixa com medo ou te repele, não compre um cão. Gatos não esperam liderança. Um passarinho ou um hamster, ou um peixe também não precisam de liderança e nem de regras para viver bem dentro de casa.

Liderança e treinamento estão interligados: a personalidade de liderança permite que você treine o seu cão, e sendo treinado por você reforça ainda mais a percepção do cão que você é o Alfa.

Não compre um Bouvier se você não valoriza um companheiro calmo e afetuoso.

Um Bouvier se torna profundamente ligado e devotado à sua família humana, mas eles não demonstram isso de forma tão clara assim. Alguns são notadamente reservados, outros são mais sociáveis, mas poucos adultos demonstram suas afeições claramente. Eles gostam de estar perto de você, geralmente na mesma sala, de preferência em uma poltrona confortável ou em uma almofada ou embaixo da mesa, mas só "fazendo companhia". Eles gostam de ser acariciados e abraçados quando você o faz, mas são moderados e não ficam exigindo sua atenção o tempo todo. Eles são emocionalmente sensíveis com suas pessoas favoritas: quando você está alegre, orgulhoso, bravo, ou agoniado, seu Bouvier irá perceber isso imediatamente e pensará que ele foi a causa disso tudo. O relacionamento pode ser um dos melhores, profundo e sutil, é uma relação de adulto para adulto, embora certamente nenhum dos dois seja destituído de espírito brincalhão. Quando filhotes, claro, eles serão mais dependentes, mais brincalhões, e mais expansivos. Em suma, os Bouviers tendem a ser equilibrados e pensativos, ao invés de serem palhaços vertiginosos.

Várias raças retém a disposição brincalhona na infância, como por exemplo o Australian Sheperd, o Malamute do Alaska e outros. Várias outras são mais expansivas e/ou dependentes, como por exemplo o Golden Retriever.

Não compre um Bouvier se você é exigente com relação à limpeza da sua casa.

O pêlo abundante e despenteado do Bouvier e o seu amor por brincar na água e na lama o tornam um eficiente transportador de sujeira para dentro de casa, deixando a sujeira no chão e nos tapetes e possivelmente também nas suas roupas e móveis. Um Bouvier que entre em casa depois de alguns minutos de um banho de chuva pode transformar uma casa limpíssima em um chiqueiro em um instante. Sua barba cheia fica molhada toda vez que ele bebe água, então deixa-a pingar pelo chão ou te molha quando te lambe. (Claro que é possível cortar a barba e manter os pêlos das patas e das orelhas aparados para diminuir a sujeira).

Embora seja verdade que os Bouvires não trocam de pêlo, você descobrirá que a escovação geralmente resulta em tufos de pêlos espalhados pela casa, a menos que você deposite os mesmos diretamente da escova para o lixo. Isto não significa que você deve ser relaxado ou desleixado para viver feliz com um Bouvier, mas o que você tem que ter em mente de que a companhia do seu cão seja mais importante para você do que a limpeza da casa e que você se sinta bem morando numa casa limpa, mas não impecável.

Todos os cães, como todas as crianças, fazem mais ou menos bagunça pela casa, e quase todas as raças caninas (exceto o Old English Sheepdog) são menos preocupantes que o Bouvier neste aspecto. O Basenji é provavelmente o mais limpo deles, devido aos seus hábitos parecidos aos dos felinos; mas os gatos são ainda mais limpos, e um peixe dificilmente irá fazer bagunça na sua casa.

Não Compre um Bouvier se você é exigente quanto a odores desagradáveis

Os Bouviers são uma das raças caninas que têm mais problemas de flatulência (gases). A quantidade e o aroma da emissão de gases depende em parte da dieta, cerca de meia hora depois das refeições prepare o seu nariz! (Já que o período máximo da emissão é de cerca de trinta minutos a uma hora, não será irracional colocar o cão no quintal durante este período). A pelagem do Bouvier, quando úmida, tende a ter um cheiro parecido com o de um pântano. Um Bouvier molhado confinado em um carro ou em uma sala pequena por uma hora, mais ou menos, pode produzir um aroma que até os menos sensível irá perceber. Algumas pessoas acham que a pelagem do Bouvier tem um cheiro desagradável, mesmo quando ele está seco e foi recentemente banhado e escovado. A barba do Bouvier tende a reter partículas de comida, que logo se torna fedida se ela não for lavada freqüentemente.

Quase todas as raças de pêlo curto, a não ser as raças de caça (os hounds) ou o o Chesapeake Bay Retriver (tem o pêlo oleoso), são menos propensas a ter mau cheiro. Também existem outras raças com menos propensão a soltar gases, mas é difícil saber, pois muitos donos e criadores não discutem muito esse assunto.

Não Compre um Bouvier se você não gosta de escovações regulares e muitos cuidados com a pelagem

A pelagem densa e emaranhada do Bouvier requer cuidados regulares, não apenas para ficar com um aspecto bonito, mas também para preservar a saúde da pele e para detectar e remover matinhos, parasitas e outros invasores perigosos. Para uma escovação “pet”, você deve gastar uns 10 a 15 minutos por dia (por exemplo, enquanto você ouve música ou assiste à televisão) em dias alternados, ou então por meia hora duas vezes na semana. Claro que toda vez que o seu Bouvier passar por algum tipo de vegetação que grude nos pêlos, você terá que gastar uma hora ou mais para limpa-lo direito. Você também deve inspecionar os pés e outras áreas vulneráveis todos os dias. Em áreas onde há registros da Doença de Lyme (transmitida por carrapatos), você deve também inspecionar sua pelagem diariamente. Os cuidados “pet” não precisam de muita habilidade, mas requer tempo e assiduidade. Manter o cão com a pelagem curta o semi-curta através da tosa reduz o tempo de escovação, mas não elimina a necessidade da assiduidade. Os cuidados para um exemplar de exposição necessitam de muita habilidade e um tempo consideravelmente maior e esforço, ou então um profissional super capacitado (e caro).

Quase todos os Bouviers que estão em abrigos mostram os efeitos de muitos meses de nenhum cuidado com sua pelagem, resultando em uma pelagem muito embaraçada e terrivelmente suja, algumas vezes com urina e fezes já secas na pelagem ao redor do ânus e no ventre. Parece que a má vontade de manter a pelagem sempre bem cuidada é a principal causa do abandono.

Muitas outras raças precisam de menos cuidados com a pelagem; raças de pêlo curto precisam de poucos cuidados. O Rottweiler tem um temperamento e uma personalidade parecidos com as do Bouvier, e precisam de menos cuidados que ele.

Não compre um Bouvier se você não gosta de fazer exercícios físicos diariamente

Os Bouviers precisam de exercício para manter a saúde do coração e dos pulmões e para manter o tônus muscular. Devido à sua disposição tranqüila, calma e preguiçosa, o seu Bouvier não irá se exercitar por conta própria a menos que você o acompanhe nos exercícios ou brinque com ele. Um Bouvier adulto deve fazer um passeio matinal de alguns quilômetros ou mais, com você andando rapidamente, correndo ou andando de bicicleta com ele ao seu lado, e a mesma coisa ao entardecer. Para os filhotes, caminhadas mais curtas e mais devagar, várias vezes ao dia são os melhores exercícios.

Todos os cães precisam de exercícios diariamente, com menos ou mais vigor. Se proporcionar este exercício está além da sua conta, física ou temperamentalmente, então escolha uma das muitas raças pequenas e enérgicas que se exercitam sozinhas no seu quintal. A maioria das raças pequenas de companhia (toys) e os Terriers têm essas características, mas não fique surpreso se um Terrier começar a cavar o seu jardim, já que a escavação é o trabalho que essas raças costumavam fazer. Gatos podem se exercitar dentro de casa com brinquedinhos. Hamsters também se exercitam sozinhos numa roda giratória. Plantas não precisam de nenhum exercício.

Não compre um Bouvier se você acredita que os cães deveriam correr “livres”

Quer você viva em uma cidade ou no campo, nenhum cão pode correr “livre” pelas ruas, fora da sua propriedade e sem supervisão direta e controle. O preço dessa “liberdade” é inevitavelmente ou um machucado ou a morte: por cães agressivos, por automóveis, por espancamentos ou por vizinhos irados. Mesmo que os Bouviers amem a vida caseira e não tenham tanta vontade de dar suas passeadas como muitas outras raças, um Bouvier que viva num local que não seja fechado está destinado a sofrer um desastre. Como outras raças que foram desenvolvidas para pastoreio, a maioria dos Bouviers herdou uma quantidade substancial de “instinto de pastoreio”, que é um instinto reforçado e que sofreu poucas modificações com relação à caça e captura de grandes presas. O Bouvier que vive em uma propriedade no campo que não seja cercada, cedo ou tarde descobrirá o rebanho dos vizinhos (ovelhas, gado, cavalos, galinhas) e a resposta do seu instinto será o de caçar e molestar estes rebanhos. A lei estadual quase sempre dá ao proprietário do rebanho o direito de matar qualquer cão que esteja caçando ou “atormentando” seu rebanho, e quase todos os proprietários de animais de fazenda são muito rápidos nisso! O Bouvier que vive numa casa na cidade que não seja cercada também provavelmente vai exercer seu instinto em pessoas que estiverem correndo, andando de bicicleta ou até mesmo em automóveis. Um Bouvier perfeitamente educado em obediência pode desfrutar de uma liberdade limitada e supervisionada em caminhadas sem coleira com o seu dono em locais apropriados para isso.

Se você não quer a responsabilidade de confinar e supervisionar o seu cão, então nenhuma raça de cão é adequada para você. Um gato castrado pode sobreviver a essa “liberdade” irresponsável dada pelo dono por um pouco mais de tempo que um cão, mas eventualmente podem ocorrer desastres com ele. A melhor resposta para aqueles que desejam um animal de estimação “livre” é ir até estações de alimentação para alguns animais silvestres, que visitam estes locais para ganhar comida e que eventualmente irão tolerar sua observação.

Não compre um Bouvier se você não pode comprar, alimentar e nem proporcionar cuidados de saúde para um.

Os Bouviers não são uma raça barata para se comprar, pois um programa de criação que é voltado para características de temperamento, treinamento e saúde (principalmente contra a displasia) não é barato. O tempo que o criador deve gastar com a educação e a socialização de cada filhote também é cara. O filhote barato de um “criador de fundo de quintal” que acasalou dois Bouviers qualquer sem nenhum tipo de seleção pode se mostrar extremamente caro em termos de desvio de temperamento, um cão que não é saudável, e que não foi devidamente socializado. Em contrapartida, um adulto ou filhote mais velho estão disponíveis, por um preço mais acessível, vindo de um dono desencantado com a raça ou mesmo de um criador ou um abrigo onde o cão tenha sido abandonado; a maioria destes Bouviers “usados” são capazes de se tornarem cães maravilhosos para você se você lhes proporcionar treinamento, liderança e compreensão. Qualquer que seja o custo inicial do seu Bouvier, a manutenção não será barata. Como são cães de porte grande, os Bouviers comem refeições também grandes. (Também não é preciso dizer que o tamanho das fezes será grande). Cães grandes tender a ter grandes contas no veterinário, já que a quantidade de anestesia e de medicamentos é proporcional ao peso corporal. A castração, que custa mais em cães grandes, é uma despesa essencial para todos os Bouviers que somente serão cães de estimação, já que “fecha a fábrica”, previne sérios problemas de saúde por toda a vida dele e faz com que o cão se torne uma companhia mais agradável. Os Bouviers estão sujeitos a dois problemas cujos tratamentos são caros: a displasia coxo-femural e a torção gástrica. (A melhor garantia contra a displasia é comprar o cão apenas de canis idôneos e que façam o controle da doença através de chapas radiográficas, que os pais e, se possível, os avós também tenham resultado negativo para a doença. Sim, geralmente isso significa pagar um pouco mais. Já a torção gástrica pode ser uma predisposição genética , não existem testes preventivos quer permitam selecionar os padreadores e matrizes que não tenham o problema. Sua melhor prevenção é não alimentar seu cão logo depois ou antes de fazer exercícios que exijam grande esforço). Um banho e tosa profissional, se você usar, é caro. Ferramentas adequadas de banho e tosa para usar em casa são uma boa opção, cara também, mas uma vez compradas irá sobreviver por muitos cães – uma vida inteira. Finalmente, a modesta taxa de participação em aulas de obediência básica é um investimento necessário para uma vida harmoniosa com seu cão; tais pagamentos são o mesmo para todas as raças, apesar que de um modo concebível você irá precisar se deslocar um pouco longe de casa para achar adestradores que sejam competentes com todas as raças, inclusive com o Bouvier. Os gastos com vacinação são geralmente o mesmo para todas as raças.

Todos os cães, de qualquer raça e de qualquer preço, precisam de gastos significativos com sua manutenção, e todos estão sujeitos a precisar de emergências veterinárias de alto custo. O mesmo acontece com todos os gatos.

Não compre um Bouvier se você quer o “cão da moda, o cão mais matador, o cão mais feroz”

Embora a habilidade do Bouvier como um cão de proteção pessoal e como cão policial seja bem conhecida, e ocasionalmente exagerada, o Bouvier não é melhor neste aspecto que as outras raças de guarda. Nem todos os Bouviers tem capacidade igual: alguns são muito protetores e alguns são menos, mas a maioria tem habilidade e capacidade natural insuficientes para este tipo de trabalho. Devido à sua disposição pacífica, o Bouvier é um pouco mais devagar para responder de forma agressiva a uma ameaça do que a maioria das raças de guarda. Pela mesma razão, entretanto, o Bouvier é, talvez, mais receptivo a ser controlado pelo condutor e um pouco mais desejoso de não morder ou de parar de morder quando for dada a ordem. Qualquer que seja a raça, antes que o cão possa ser treinado para proteção, ele deve ter um grande respeito pelo seu líder e deve ter sido muito bem treinado em obediência básica. Igualmente essencial, ele deve ter um temperamento estável e também deve ter sido socializado o bastante para saber que a maioria das pessoas são amigas e inofensivas, assim ele pode, mais pra frente, aprender a distinguir as pessoas más das boas. Mesmo com um cão assim, o treinamento para proteção exige centenas de horas de dedicação do adestrador, sempre com a supervisão direta de um especialista. Por favor, não compre qualquer cão para proteção a menos que você esteja absolutamente comprometido com a grande quantidade de trabalho que será necessário.

Em contraste ao cão treinado para proteção, treinado para morder sob comando ou em reação direta a um ataque físico ao seu dono, o “cão dissuador” desencoraja a vasta maioria de ladrões, seqüestradores e assaltantes devido à sua presença, sua aparência e ao seu comportamento. Vendo este cão, o malfeitor em potencial simplesmente decide procurar uma outra vítima em outro lugar. Para este trabalho, tudo o que se precisa é um cão grande e que mostre ser bem treinado e destemido. O Bouvier pode exercer essa função muito bem, somando-se ainda a sua coloração geralmente escura e sua aparência feroz e pêlos emaranhados, dando a impressão de ser mais perigoso do que ele realmente é. Se o cão foi ensinado a latir sob comando, por exemplo: “Fang, fique de olho nele!” ao invés de “Fifi, fale por um biscoito”, esta habilidade pode ser útil para aumentar o efeito dissuador.

Outras raças de cães que são igualmente adequadas para proteção ou para dissuasão incluem o Dobermann, Rottweiler, Pastor Alemão, Briard, Pastor Belga Groenendael, Pastor Belga Tervueren e Pastor Belga Malinois. Destes, os três primeiros são reconhecidos pelo público geral como “cães de polícia” e são provavelmente bem mais temidos pela maioria dos criminosos em potencial do que o Bouvier. O Malamute do Alaska, embora não seja adequado para proteção, é bem efetivo na dissuasão devido a sua aparência muito parecida com os lobos.

Não compre um Bouvier se você quer um cão totalmente amigável e sem instinto protetor

A maioria dos Bouviers tem uma personalidade confiante. Quando dão de cara com uma ameaça, um Bouvier típico estará mais preparado para brigar do que para fugir. Assim, ele pode responder de forma agressiva em situações onde a maioria das outras raças desiste. A maioria dos Bouviers tem uma inclinação para agir de forma agressiva para repelir intrusos no seu território (sua casa, por exemplo) e para reagir em um assalto por seus donos (você e sua família). Sem treinamento e sem a sua liderança para guiá-lo, o cão não pode julgar corretamente quem repelir e quem tolerar. Sem treinamento e sem sua liderança, mais cedo ou mais tarde ele pode machucar uma pessoa inocente que irá te processar (com sucesso). Com bom treinamento e com sua liderança, ele pode ser muito valioso como seu defensor e de sua família.

Se você acha que não precisa de um cão assim ou se você tem dúvidas quanto à sua habilidade e disposição para fornecer a socialização tão essencial, o treinamento e ser o líder da “matilha”, então escolha uma das muitas raças conhecidas por terem um temperamento nada agressivo, como um Pastor de Shetland ou um Golden Retriever.

Não compre um Bouvier se você não aceita fazer parte da vida do seu cão

Nenhum cão merece ser largados porque seus donos querem se mudar para um apartamento onde animais não são aceitos ou porque ele não é mais um filhote lindo ou não cresceu para ser um vencedor nas exposições de beleza ou porque os seus donos falharam na liderança e no treinamento e permitiram que o cão se tornasse um jovem delinqüente incontrolável com um repertório de comportamentos indesejáveis. As chances de um segundo lar responsável e afetuoso para um cão “usado” nunca são muito boas, mas elas são especialmente escuras para um cão grande, de pelos emaranhados e mau educado. Um Bouvier que foi deixado em um abrigo quase não tem chances de sobreviver – a menos que ele tenha a sorte grande de ser adotado por alguém. As chances de adoção para um Bouvier jovem, bem treinado e bem cuidado cujos donos procuram a assistência do abrigo mais próximo são muito boas; mas quanto mais velho o Bouvier, mais difícil é a adoção. Contate um abrigo bom ou um clube especializado na raça se você diagnosticou uma doença terminal ou tem outra razão válida qualquer para procurar um lar adotivo. Contate um clube especializado na raça se você está começando a ter dificuldades no treinamento do seu Bouvier, para que eles possam ser resolvidos. Prepare-se, você e sua família, para assegurar a continuidade dos cuidados ou um lar adotivo para o seu Bouvier se você pode perceber que ele tem pouco tempo de vida.

A expectativa de vida do Bouvier é em torno de 10 a 15 anos. Se isto parece ser muito tempo para você, então não compre um! Ao invés disso, como a maioria dos cães tem uma expectativa de vida tão ou mais longa, é melhor não ter cão nenhum!

Conclusão

Se todas as “más notícias” anteriores sobre os Bouviers não o desanimaram a ter a raça, então leia tudo sobre o BOUVIER! Eles são maravilhosos, como você já ouviu!

Se comprar um filhote, compre-o cuidadosamente de um criador “responsável” e “entendido da raça” que na sua criação dá mais prioridade por bom temperamento e capacidade de aprendizagem e boa saúde em todos os aspectos. Tal criador vai interrogar e educar os potenciais compradores cuidadosamente. Tal criador vai continuar disponível para conselhos e consultas pelo resto da vida do filhote e vai insistir em receber o cão de volta se de alguma forma você for incapaz de mantê-lo.

Entretanto, como uma alternativa a comprar um filhote de Bouvier, você pode querer algumas considerações sérias sobre adotar um Bouvier resgatado. A despeito da responsabilidade do seu antigo dono, quase todos os Bouviers resgatados provam ser reabilitados com prazer e se tornam maravilhosos companheiros para a nova família responsável e afetuosa que o adotou. Muitas pessoas que trabalham em abrigos são adestradores experientes que avaliam o temperamento e proporcionam treinamento adequado antes de oferecer os cães para adoção, e que oferecem suporte para tirar dúvidas mais tarde. Contate criadores de Bouvier ou algum clube especializado na raça para saber quem faz o trabalho nos abrigos.

Observação

(Este artigo, escrito há muitos anos atrás, se tornou um clássico sobre o Bouvier. Foi reimpresso muitas vezes pelos clubes da raça para ser usado na educação de futuros proprietários de Bouviers. Este artigo tem permissão de ser impresso e distribuído gratuitamente na esperança de salvar Bouviers inocentes da negligência e do abandono por aqueles que, antes de mais nada, nunca deveriam ter adquirido um exemplar da raça!).

3 comentários:

Don Jefferson N' to disse...

Muito obrigado por tão precisas informações.Alguns anos passados tive um Bouvier. Por minha ignorância ele se enfermou e morreu. Eu chorei muito durante sua enfermidade e morte, descontroladamente. Jamais poderei esquecer a maneira como ele me olhava, enquanto lhe dava comida em sua boca. Ele parecia estar me suplicando ajuda. Até hoje sinto vontade de chorar quando penso nele e já se passaram 5 anos. Muito obrigado por toda essa informação... Don Jefferson N'to.

Don Jefferson N' to disse...

Muito obrigado por tão precisas informações.Alguns anos passados tive um Bouvier. Por minha ignorância ele se enfermou e morreu. Eu chorei muito durante sua enfermidade e morte, descontroladamente. Jamais poderei esquecer a maneira como ele me olhava, enquanto lhe dava comida em sua boca. Ele parecia estar me suplicando ajuda. Até hoje sinto vontade de chorar quando penso nele e já se passaram 5 anos. Muito obrigado por toda essa informação... Don Jefferson N'to.

Dai disse...

Adorei as informações sobre os bouvier. Essa semana resolvemos adotar um cão que ficava na entrada do condomínio todo dia. E para nossa surpresa nos deparamos com um bouvier depois da tosa, porque antes estava irreconhecível. Tadinho.. Vamos ficar com ele e por isso resolvi procurar mais informações sobre a raça. Obrigada. Ler ser texto foi esclarecedor.