Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Dez formas de manter seu cão idoso mentalmente ativo

É bom para todo mundo se manter fisicamente ativo e continuar aprendendo ao longo de nossas vidas. O mesmo se dá com os cães.

Suzie está prestes a completar 13 anos e se mantém relativamente ativa, com caminhadas de 20 a 40 minutos por dia (normalmente duas caminhadas, uma mais longa e outra mais curta). Mas neste post quero dar dicas de como fazer os cães permanecerem com a mente ativa, não só o corpo. E olha só: essas dicas não servem apenas para cães idosos, mas também para os filhotes e os mais jovens, ok?!

1. Caminhadas
Como falei, Suzie está relativamente ativa, então as caminhadas dela são longas. Mas se seu cão apresenta mais dificuldades de caminhar, leve-o para passeios mais curtos, nem que seja dar uma saidinha pra praça mais próxima pra ficar cheirando, vendo o movimento, etc. Mesmo que ele fique apenas parado olhando o movimento, estará ativo e ao ar livre: melhor do que passar este tempo deitado e dormindo.

2. Ofereça brinquedos diferentes
Já falei bastante sobre o Kong neste blog, o brinquedo que eu sempre recomendo, para todas as idades. São ótimos para cães ativos, filhotes, mas também para os mais velhos. Os mais velhos tendem a desistir mais facilmente destes brinquedos. Se for este o caso do seu cão, use petiscos que ele goste muito ou torne a brincadeira mais fácil para ele. Outros brinquedos interessantes podem ser feitos em casa, como a clássica garrafa pet com furos e recheada com ração ou petiscos. Veja qual o preferido de seu cão e divirtam-se!

3. Socialização
Mas apenas se ele gostar de outros cães e pessoas. Suzie e Pistache gostam muito de pessoas, mas não é de todo cachorro que gostam. Eles tem seus amigos caninos, mas também aqueles que não curtem. E devemos respeitar isso em nossos cães. Se seu cão for amigável, leve-o a uma praça que seja frequentava por cães e pessoas, mas em um horário mais tranquilo (lembre-se, ele já tem mais idade), ou passear em uma pet shop ou mesmo combinar de ele brincar com outro cão em casa, mesmo que não brinque exatamente, mas passe apenas um tempo junto.

4. Visitar novos lugares
Pode ser algo simples, como caminhar em um bairro desconhecido. Aqui já os levamos para caminhar em cidades próximas e não tão próximas assim. Além de viajarem conosco quando são locais mais próximos (indo de carro) e dormindo com a gente. Eles adoram!

5. Aulas de educação canina
Válido principalmente para os cães idosos mais ativos. Ensine novos comandos ou truques. Dê quantas pausas forem necessárias. Aprender (ou manter) comandos e truques faz muito bem para a mente canina, além de estreitar laços com seus tutores.

6. Novos brinquedos
Surpreenda-o com um brinquedo novo. Principalmente algum que ele goste muito. Aqui em casa são ossos de nylon e bichinhos. Mas você não precisa comprar um brinquedo novo toda semana: faça rodízio de brinquedos. Dê uns e guarde outros. Após uns dias, faça a troca. Assim, seu cão sempre terá um brinquedo novo. Mas lembre-se de repor os que estiverem destruídos.

7. Brinquem juntos
Não se esqueça de brincar com ele. Suzie adora cabo-de-guerra; Pistache (que não é velhinho), ama uma bolinha. Brinque diariamente, mesmo que seja por pouco tempo: Suzie não brinca tanto tempo assim. O negócio dela é fazer truques: isso ela não se cansa de modo algum. Ela também gosta de brincar de esconde-esconde (abaixo). Caixas de papelão também são bacanas para brincar com os cães. Aqui fazemos um jogo de shaping com elas. Bem divertido.

8. Ande de carro
Faça isso se ele gostar de andar de carro. Leve-o para locais agradáveis. Não é nada demais: apenas o envolva em alguns momentos do seu dia.

9. Esconde-esconde
Esconda petiscos pela casa ou no quintal. Peça para seu cão esperar e depois diga que ele pode procurar. Encoraje-o. Mesmo sem ouvir, Suzie gosta bastante desta brincadeira. Os dois gostam muito, e também adoram ME procurar.

10. Locais pet-friendly
Ultimamente existem lugares pet-friendly, onde você pode levar seu cão para tomar um lanche, um café ou até mesmo almoçar/jantar. Já almoçamos e jantamos em vários restaurantes com Suzie e Pistache (principalmente em Campos do Jordão), mas ao ar livre. Basta ensinar a ficar quietinho em um cobertor, recompensando. Aqui em Campinas não conheço muitos lugares assim, mas sei de alguns e pretendemos levar os magrelos pra lá. Mas lembre-se: seu cão precisa ser educado antes a se comportar: ficar deitado ao seu lado, não pedir comida, não pular na mesa.

UMA DICA EXTRA

11. Ossos recreacionais
Semanalmente (ou até mesmo duas vezes na semana) ofereço ossos recreacionais para os dois. Isso os mantém entretidos por cerca de 30 minutos a 1 hora, fortalece a musculatura facial, massageia as gengivas e limpa os dentes. Os dois adoram a hora do “ossinho” deles. Usam a cabeça para saber qual o melhor lugar para segurar o osso, como retirar a maior quantidade de carne dele, qual o melhor lugar para morder… Aqui os ossos mais usados para este fim são suan, rabo de boi, pé de porco, joelho de porco e osso do pernil de porco.



Bom… foram aqui minhas onze dicas do que podemos fazer para manter a mente dos nossos peludos ativas. Devem haver outras. Mas o importante é tornar a vida deles cada vez mais enriquecedora. Bom divertimento para vocês!

3 comentários:

Unknown disse...

Excelentes dicas Fúlvia!

Fúlvia e Suzie disse...

Muito obrigada, Catarina <3

Jordana Hedler disse...

Adorei as dicas, obrigada!
http://biscoitosparacachorros.com.br/