Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Cães e manias compulsivas: lamber, coçar, mastigar.

Você está ficando louco ouvindo seu cão coçar a orelha a noite toda? Lambendo sua pata sem parar? Mordendo o seu próprio rabo?
Se você se sente desconfortável, imagina o seu cão.

Comportamentos compulsivos são bastante comuns em cães e possuem uma variedade de causas, que também podem ser nocivas. Um dos primeiros sinais de que seu cão tem um problema é o desenvolvimento do que chamamos de hot spot (foto abaixo) – uma área vermelha, úmida, e irritada que aparece após lambedura ou mordedura constante. Embora os hot spots, também chamados de “dermatite úmida aguda” possam ocorrer em qualquer parte do corpo do seu cachorro, eles são mais comumente encontrados na cabeça, tórax ou quadril. Como os cães geralmente coçam, lambem ou mordem incessantemente uma área que está irritada, os hot spots podem se tornar grandes e incrivelmente doloridos muito rapidamente.
Os cães tem esse comportamento por várias razões, que vão desde alergias e tédio, até infestação por parasitas.

Alergias. Quando a coceira nos cães fica fora de controle, ela é geralmente o resultado de alergias a alimentos ou a causas ambientais, incluindo mofo e pólen. Os cães também podem desenvolver uma irritação de pele denominada “dermatite alérgica por contato”, quando eles entram em contato com substâncias como pesticidas ou sabão.
Tédio ou ansiedade. Assim como as pessoas ansiosas podem roer suas unhas ou ficar enrolando o cabelo nos dedos, os cães também respondem fisicamente a algo que os chateia. Alguns cães desenvolvem uma condição parecida com a desordem obsessiva-compulsiva dos humanos. Ela pode se manifestar com comportamentos como lamber, coçar ou morder alguma parte do corpo, podendo causar danos severos.
Pele seca. Uma variedade de fatores, incluindo o clima frio e uma deficiência de ácidos graxos, pode causar o ressecamento da pele dos cães. Seu bichinho pode responder ao desconforto lambendo ou coçando a pele e o pelo.
Desbalanços hormonais. Se o organismo do seu cão não está produzindo hormônio tireoidiano suficiente, ou ainda produzindo muito cortisol, infecções cutâneas superficiais podem ocorrer. Você vai notar pequenos pontos vermelhos na pele, e seu cão vai lambê-los ou coçá-los como se estivesse incomodado com alguma alergia. Porém, há também outras causas para o aparecimento dessas lesões.
Dor. Ao tentar determinar se seu cão está lambendo ou coçando excessivamente, considere a possibilidade de que alguma coisa o está deixando desconfortável. Por exemplo, se você notar que seu cão está mordendo a pata repetidamente, ele pode ter um espinho preso nela. Também pode indicar um problema ortopédico, incluindo problemas de coluna e displasia coxofemural.
Parasitas. Entre as causas mais comuns de coceira em cães, estão as pulgas, carrapatos e sarnas. Embora os carrapatos sejam geralmente visíveis a olho nu, as pulgas geralmente passam despercebidas até que haja uma grande infestação, e as sarnas são microscópicas. Portanto, não assuma que seu cão não está com parasitas só porque você não pode vê-los.

Como existem várias causas para os cães se coçarem, leve seu cão ao veterinário assim que notar algum problema. Ele vai te ajudar a descobrir a causa do comportamento, e determinar a melhor forma de tratamento. Dependendo da causa do comportamento compulsivo do seu cão, o tratamento pode incluir:

• Eliminar os parasitas.
• Mudar a alimentação.
• Medicação própria.
• Prevenir o comportamento.
• Abordar a ansiedade ou o tédio.

Algumas vezes, comportamentos compulsivos de lamber, coçar ou morder, se desenvolvem em resposta ao medo, stress ou estímulos inadequados. Para reduzir as chances de isso acontecer, tenha certeza de que seu cão recebe quantidades adequadas de exercício, atenção, e amor. Também é de grande ajuda treinar seu cão a roer brinquedos ou ossos para aliviar o stress substituindo assim o comportamento compulsivo.

Fonte: http://pets.webmd.com/

3 comentários:

Janela Espírita disse...

Querida amiga, não é preciso publicar este post! Apenas gostaríamos de convida-la a participar do 1º sorteio de livro do blog!

O livro sorteado é: "A Espiritualidade dos Animais - Qual a sua dúvida sobre o tema?"

Para participar, basta acessar nosso blog!

Grande abraço!
Fernanda

Thiago CRUZ disse...

Onde posso encontrar o livro "A Espiritualidade dos Animais - Qual a sua dúvida sobre o tema?"

André Luis disse...

Olá, acho que fiz uma besteira, eu mesmo tosei minha lhasa, só que usei uma maquina convencional, e minha cadelinha está meio amuadinha, e se esfrega direto, tem algum produto, hidratante, algo que eu possa usar na pele dela, pois ache que ficou uma tosa muito baixa, estou muito preucupado e com peso na conciência ...