Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

sexta-feira, 27 de junho de 2008

Mantendo seu "Velhinho" Saudável

A raça e o tamanho do seu cão determinam quando ele entrará na terceira idade. Embora você não possa fazer nada para impedir que seu cão envelheça, existem muitas coisas que você pode fazer para mantê-lo saudável e ativo tanto quanto possível.

Veja algumas delas:

Monitore a saúde do seu cão
Visite o veterinário com freqüência. A maioria dos veterinários recomenda um check-up semestral quando o cão atinge a terceira idade. Exames de sangue, raios-X, eletrocardiogramas, ultra-som etc podem ser necessários. Sempre diga ao veterinário se houve alguma mudança no comportamento, apetite e no vigor do seu cão, quando começou e o que pode ter causado isso.

Faça exames de visão e audição. É normal que os olhos de um cão idoso pareçam estar envoltos por uma nuvem, o que nem sempre significa sinal de doença. Como os humanos, os cães podem desenvolver catarata e glaucoma e também perder a audição. Se seu animal se assusta quando você chega perto dele, se choca nos objetos ou não vem quando chamado, o culpado pode ser a perda destes dois sentidos.

Tenha cuidados com a higiene do cão
Escove os dentes do cão diariamente. Isso evita o apodrecimento dos dentes e ajuda a prevenir doenças na gengiva e perda dos dentes. Também permite que você note úlceras na boca e na língua rapidamente.

Verifique se há aumento do "bafo". Os cães possuem um cheiro natural e as rações podem prolongar esse cheiro, mas uma mudança do hálito do animal ao ponto de o cheiro ficar forte, pode ser um sinal de várias doenças.

Banhe-o e escove-o pelo menos uma vez por semana. É mais importante do que nunca livrar seu cão de pulgas e outros parasitas. Nesta idade, ele não é capaz de se limpar sozinho tão fácil como antigamente. Quando você o escova, verifique se não há nenhum inchaço, lesões na pele ou uma queda anormal dos pêlos. Lembre-se que a pele do cão está menos elástica do que era antes, então, tenha cuidado para não machucá-lo na escovação. Também corte suas unhas para facilitar a andadura do cão.

Massageie suas articulações e membros. Se o seu cão não pode se exercitar regularmente, melhore sua flexibilidade e circulação massageando gentilmente seus músculos e articulações.

Mantenha seu cão ativo
Providencie exercícios moderados. A frase "use-o ou irá perdê-lo" é verdadeira tanto para nós quanto para os cães. Exercícios ajudam o cão a manter o tônus muscular, mantém o coração e o aparelho digestivo saudáveis e melhora sua postura. Caminhar é ótimo. Brincadeiras como buscar objetos e outras que não exijam alta performance não apenas mantém o cão em forma, mas o mantém mentalmente alerta e o faz interagir com você de um modo positivo. Natação é ótima para cães que sofrem de artrite.

Deixe que ele vá "ao banheiro" mais freqüentemente. Sua digestão pode estar irregular e sua bexiga pode perder elasticidade e capacidade.

Mantenha a rotina. O cão sempre gostou da rotina; ele irá gostar ainda mais agora. Alimente-o e passeie com ele na mesma hora todos os dias.

Minimize o stress. Quando envelhece, até mesmo o mais sociável dos cães pode não apreciar a presença de animais ou pessoas estranhas, ou mesmo tolerar as crianças da família. Devido à falha dos sentidos, artrite ou perda de memória, seu cão pode se intimidar em viagens ou outras situações.

Treine-o com comandos verbais e gestuais. Isto ajudará a prepará-lo para o dia em que ele não ouvir ou ver direito.

Ajude seu cão a comer e a dormir confortavelmente
Não deixe-o no quintal sozinho. Mantenha o cão dentro de casa e diminua o tempo que ele fica no quintal. Com a idade, o cão se torna mais sensível à mudanças de temperatura - os pulmões e o coração não reagem mais tão bem aos extremos de frio e calor. Como seus sentidos, reflexos e memória não são mais os mesmos, o cão tem mais probabilidade de se envolver em acidentes, ser machucado por outros animais ou até mesmo se perder.

Dê-lhe uma cama macia. Artrite, calor e outros problemas fazem com que dormir seja mais difícil para o cão.

Alimente-o adequadamente. Um cão idoso ganha peso mais facilmente devido à queda do metabolismo. O veterinário pode recomendar uma alimentação rica em fibras e pobre em gordura, assim o cão continuará comendo a mesma quantidade de alimento que comida antes, mas com menor quantidade de calorias. Quando a digestão piora, ele se dará com refeições menores e mais freqüentes. Doenças como diabetes, artrites, problemas cardíacos ou do fígado também pedem planos nutricionais especiais.

Sempre deixe água fresca e limpa à vontade. É ótimo para animais de todas as idades (incluindo nós), mas especialmente importante para um cão idoso.

Fonte: Straight Poop Newsletter
Tradução: Fúlvia Zepilho de Andrade