Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Dálmata



Quer saber mais sobre a raça Dálmata? Então leia, a seguir, uma entrevista com uma futura criadora de Dálmatas, Rachel Fradique Accioly.

Fúlvia: Função antiga e atual (para saber como o cão se comportará em casa).
Rachel: Antigamente o Dálmata foi usado para tudo, digamos um cão multi-uso, desde caçador a cão de guarda, mas a atividade em que mais se destacou foi como "guarda carruagens"! Esses belos cães pintados eram sempre vistos junto às carruagens, seguindo-as e avisando aos passageiros de perigo e protegendo-as. Até hoje o Dálmata é conhecido como o cão de carruagem. Hoje eles são utilizados como cães de companhia, e em alguns países existem umas provas onde o cão acompanha o dono montado a cavalo para ver seus instintos de seguir e sua afinidade com cavalos.

F.: Tamanho (peso (em quilos) e altura na cernelha em machos e fêmeas).
R.: Altura machos: 56 a 61 cm. Peso: aproximadamente 27 a 32 kg. Altura fêmeas: 54 a 57cm. Peso: aproximadamente 24 a 29 kg.

F.: Ambiente ideal (seria um bom cão para se ter em uma casa, em um apartamento ou no campo?).
R.: O melhor local é um lugar com bastante espaço, próximo à natureza, eles amam correr.

F.: Tamanho da área (se tem uma boa adaptação para áreas pequenas (como um apartamento), desde que seja exercitado regularmente ou necessita viver em áreas grandes?).
R.: Apesar de necessitarem de bastante exercício, são cães que se adaptam bem a vida em um apartamento ou a uma casa sem quintal contanto que seja dado a ele o exercício necessário todos os dias.

F.: Tolerância com crianças (precisa viver com crianças mais velhas ou vive bem com as menores?).
R.: São cães que se dão super bem com crianças, mas é necessário ter uma atenção maior quando a criança é muito pequena pois as brincadeiras deles podem ser brutas apesar deles brincarem na intensidade que a pessoa brinca com eles.

F.: Tolerância com estranhos.
R.: Toleram bem estranhos, são cães sociáveis e dificilmente se mostram agressivos, às vezes podem ser reservados assim que conhecem alguém de fora.

F.: Tolerância com outros cães e outros animais (briga mesmo quando socializado ou é amigável?).
R.: Se dão bem com outros cães, e outro animais. De preferência devem ser socializados pois eles possuem um instindo caçador bem desenvolvido!

F.: O quanto late?
R.: Não são cães barulhentos, mas dão o alarme quando percebem algo de errado.

F.: Nível de obediência.
R.: Dálmatas são cães de personalidade própria e às vezes chegam a ser cabeças duras, mas se você tiver paciência e pulso firme eles aprendem com muita facilidade e rapidez, principalmente se o que você estive ensinando for do interesse deles.

F.: Necessidade de exercícios (é uma raça resistente, gosta de esportes, como caminhadas, agility, etc?).
R.: Dálmatas são cães atletas, agüentam longas caminhadas e parecem incansáveis.
Eles andavam muito no passado percorrendo grandes distâncias seguindo as carruagens.

F.: Nível de atividade (incluindo vontade de brincar).
R.: São cães que estão sempre dispostos a brincar, topam qualquer parada. Mas também sabem a hora de ficar parado, descansando. Por exemplo, enquanto estou respondendo à entrevista, a minha pintada está dormindo bem ao meu lado.

F.: Cuidados (gerais: olhos, orelhas, boca, pêlo e dificuldade dos mesmos – quantas vezes na semana (periodicidade)).
R.: Por ser um cão de pelo curto não necessita de muitos cuidados com a pelagem, o que é bom fazer é escovar o pelo de duas a 3 vezes na semana com uma escova de borracha para retirar os pelos mortos, isso diminui a quantidade que fica espalhada pelo chão da casa. Se deve tomar cuidado com os produtos que se usa para banhá-los pois eles tem uma pele sensível e dependendo do produto eles podem ter alergia. A orelha deve ser limpa uma vez
por semana com um produto apropriado. É mais que o suficiente.

F.: Necessidade de contato humano (gosta de contato humano e precisa dele ou é mais independente?).
R.: É um cão extremamente carinhoso, principalmente as fêmeas, são do tipo que te
seguem por todos os lados e querem estar próximos, encostam a cabeça em você, pedem carinho, eles gostam bastante do contato físico com o dono, mas também são independentes quando lhes é conveniente.

F.: Fica bem sozinho?
R.: Ficam, mas preferem a presença do dono.
F.: Nível de destrutividade.
R.: Quando filhotes são um terror!mas qual filhote não é!? Para educá-los é preciso de pulso firme. Eles são teimosos? Sim! E você precisa ser mais teimoso que eles para poder educá-los, isso é na fase inicial, quando são filhotes até 1 ano, depois eles melhoram bastante e se
tornam cães centrados, obedientes e comportados pelo menos na maior parte do tempo, contanto que você mostre a eles que você é o líder desde filhote!

F.: Preço de um filhote e de um cão adulto.
R.: O preço varia bastante pois muitas coisas são levadas em consideração...
Digamos que mais ou menos na faixa de 700 – 3000 reais.

F.: Expectativa de vida.
R.: 12 a 14 anos.

F.: Doenças comuns e prevenção.
R.: Problemas de pele são bem comuns, podem ser evitados com um sabã
o que não agrida o pelo, shampoos neutros devem ser as preferência. Outro problema que acomete a raça são os cálculos renais devido a uma deficiência em uma enzima que não digere direito a proteína, pode ser evitado dando ao cão uma ração de boa qualidade (super Premium) ou uma ração com um baixo teor de proteína, evitando dar também suplementos vitamínicos e minerais e quando dado, deve ser por um curto período de tempo para evitar a formação das "pedrinhas". O ideal é quando o cão estiver com uma certa idade fazer um exame de uréia e creatininia para ver se está tudo em ordem. Um problema comum na raça também é a surdez, esse é um problema genético, pode ser evitado através de cruzamentos planejados por criadores responsáveis, e
se evitando cruzar cães que tenham um ou os dois olhos azuis e cães despigmentados e descartando para cruzamentos cães surdos uni ou bilateralmente.

F.: Origem da raça.
R.: A origem do dálmata é baseada em suposições mas é uma raça antiga. A descoberta de pinturas e ilustrações nos túmulos dos faraós, no período entre os séculos XVI a XVIII, pode-se levar a pensar que o Dálmata existiu há milhares de anos. Crônicas de igrejas no séc.XIV e do ano de 1719 sugerem que a raça é originária da região do mediterrâneo e especialmente próximo a costa da Dalmácia que é de onde vem seu nome.

F.: Por que comprar e porque não comprar um Dálmata? A quem ele é ou não indicado?
R.: O Dálmata é uma raça para pessoas de bom humor! Para rir das coisas que eles aprontam, eles tiram de você pelo menos uma risada por dia. Para se ter um Dálmata a pessoa deve ser disposta e não levar uma vida ociosa, é um cão que necessita de longas caminhadas caso a pessoa não tenha um jardim grande. Dálmatas soltam pelo, se você não gosta de pelo na sua roupa, moveis e etc melhor optar por um Pelado Mexicano! São cães super carinhosos, fiéis e apegados ao dono, gostam de te agradar e às vezes parecem "tirar uma" com a sua cara, são inteligentes! Bem humorados, se fazem de "difíceis". Costumo dizer que têm audição seletiva, escutam quando é conveniente e é incrível como eles conseguem ser indiferentes de vez em quando! O Dálmata é uma raça maravilhosa, com sua pelagem super elegante e que nunca sai de moda! Só quem tem sabe a alegria que esse cão boa pinta proporciona!

Quem quiser tirar dúvidas e saber mais sobre a raça, pode entrar em contato com a Rachel pelo e-mail: rachfradique@hotmail.com.

As fotos que ilustram a matéria, da Shebang Shu of Rocha, foram gentilmente cedidas pela futura criadora.

15 comentários:

Anônimo disse...

TENHO UM DALMATA COM 38 DIAS MEIGO BRINCALHAO DIVERTID

Anônimo disse...

Eu adoro Dálamata, é sem dúvida a minha raça preferida (ñ desvalorizando as outra raças). Além de eu já ter uma história com eles.
Tinha um Dálmata macho q morreu, mas deixou uma herdeira e recentimente comprei + um machinho.
Bianca.

Anônimo disse...

Eu adoro Dálamata, é sem dúvida a minha raça preferida (ñ desvalorizando as outra raças). Além de eu já ter uma história com eles.
Tinha um Dálmata macho q morreu, mas deixou uma herdeira e recentimente comprei + um machinho.
Bianca.

Anônimo disse...

Adotamos uma dalmata adulta há cerca de 3 anos - a bolinha.
Ela como outros dalmatas dá uma risadinha, quando fica feliz de nos ver. É supergulosa e precisa de dieta pra não virar uma bolinha.
É muita apegada a nós, sendo muito ciumenta com outros cachorros e até conosco quando dedicamos muita atenção entre nós e não a ela.
É muito territorialista. Não é exatamente um cachorro manso com outros cães.
Enfim, uma companherona.

Daniel e Juliana

Fúlvia e Suzie disse...

Daniel e Juliana, parabéns por terem adotado esta companheirona!
Cuidem muito bem dela, vocês serão muito felizes ao lado da sua pintada.

Anônimo disse...

Olá !!Tenho um lindo Dalmáta chamado Duque, que já completou 3 anos, o mesmo está com alergia, gostaria de saber se tem algum tipo de ração que não é recomendado para essa raça. O mesmo adora ração com leite, porém o veterinário pediu para mudar. Gostaria de saber quais os tipos que seriam mais adequados. Um abraço Taiara

Fúlvia e Suzie disse...

Olá Taiara!
O problema pode não ser da ração, mas sim do leite que você mistura a ela.
Não se deve misturar nada à ração, pois ela já é balanceada (qualquer coisa que misturemos, desbalanceia e pode acarretar problemas de saúde nos cães).
Evite dar alimentos humanos para ele: como petisco, dê frutas e legumes, que podem ser cozidos sem tempero.
Sobre ração, as melhores são as premium ou super premium, que são mais caras, mas compensa. Compro pacotes de 15kg de uma marca super premium pra minha Whippet que dura bastante (cerca de 4 meses). É um ótimo investimento (é como se preferíssemos comprar orgânicos pra gente).
Dica: evite rações comerciais, daquelas que encontramos até em mercados. Elas contém muito corante. As melhores são aquelas encontradas apenas em pet shops, clínicas vets e casas especializadas em animais (melhor qualidade de nutrientes, sem corantes e com conservantes naturais).
Espero ter ajudado.

Matheus disse...

Meu Dalmata chega semana que vem... e tô super feliz e ansioso pra vê-lo (ops... vê-la, já que é uma cadelinha!)
Minha dúvida é a seguinte, quantas vezes por dia devo alimentar o Dalmata quando é filhote?! Li em um site que quando filhote deve-se alimenta-lo duas vezes por dia e quando adulto somente uma vez... e sempre nos mesmos horários (desta forma disciplinando o cão)
Gostaria de saber sua opinião!!!
Abraços, Matheus Felipe

Fúlvia e Suzie disse...

Oi Matheus!
Você deve alimentar seu filhote 4x ao dia, até os 6 meses; 3x ao dia até 12 meses e 2x ao dia quando adulto.

Alimentar uma vez somente causa torção gástrica, que é fatal. Cães grandes são mais suscetíveis.

E ofereça sim sempre nos mesmos horários, para disciplinar não apenas o cão, mas também regular o intestino dele e ser mais fácil pra você educá-la (é uma menina hehehehe) a se aliviar no lugar certo.

Ajude?
Abraços!

非凡 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Maiana disse...

Olá tenho um Dalmáta de 6 anos, peguei ele com 2 meses, é a razão da minha vida.Mas de uns tempos pra cá ele anda com uns barulhos esquisitos na barriga, e fica sem comer e nem bbe agua, ñ sei o que é.Mesmo assim continua ativo sem ficar triste, estou preoculpada me ajudem por favor! E outra ele nunca limpou os dentes, tô querendo levá-lo pra tirar os tartaros, mas e a anestesia, ñ vai fazer mal pra ele? Brigada e beijos!

Maiana disse...

Oi sou eu de novo, o meu dalmata tambem solta muito pêlo, acho até que ñ é normal.O que faço pra amenizar essa queda de pêlo?E a raçãoq ue ele come é a canina de 15kg, ele comia 3 vezes ao dia agora só come 2 vezes porque? Brigada de novo!!!!!

wesley disse...

tenho uma dalmata de 4anos femea e q ja deu cria a dez filhotes mais q agora começou a dar umas crises epileticas q eu estou desisperado mais queria uma opiniao sua..

Blog do Residencial Barão de Mauá disse...

Adotei um Dalmata fêmea que estava abandonada.Ela tem mais ou menos 3 anos e estou cuidando dela há 3 dias.A cachorrinha tem algumas feridas na pele e machucado em uma perninha que parece um verruga grande.Levei ao veterinário e o profissional me disse que está tudo bem e para não me preocupar com o problema de pele, pois não é cancer.No entanto, gostaria de tirar esta duvida.è normal esta raça ter problemas de pele muito visíveis e que até nos assusta?

Rubia Marques disse...

Tenho uma dalmata de 11 anos. Ela é minha vida, não imagino um cão melhor que ela, as vezes até me culpo por nao ser uma dona a sua altura. O nome dela é Kiara <3