Todos os Direitos Reservados

Este site é protegido pela Lei dos Direitos Autorais (Lei nº 9610) e toda e qualquer reprodução, parcial ou total, de um texto de minha autoria sem autorização está terminantemente proibida! Portanto, usem suas próprias cabeças para escrever no seu site, ok?! Ou sejam humildes e peçam autorização. Obrigada

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Uso de petiscos na educação

Algumas pessoas são contra o uso de petiscos na educação canina. A frase mais comum é a seguinte: "qual pessoa, em sã consciência, sai para passear com o cachorro levando petiscos" ou "o cachorro tem que me obedecer porque me ama (ou porque deve), não para ganhar petiscos, que é uma espécie de suborno".

Vou comentar a primeira. Eu ando por aí com petiscos, sempre que acho conveniente. Inclusive, no começo de qualquer tipo de comando que vou ensinar (e no contra-condicionamento e dessenssibilização), uso SEMPRE os petiscos. Conforme o cão for fazendo o comando, ou o que esperamos dele, com mais confiança, vou diminuindo o uso de petiscos, primeiro dando-o não todas as vezes, mas sim aleatoriamente. Assim, ela nunca sabe quando vai receber o tão sonhado petisco. No fim das contas, ela acaba fazendo mesmo sem o uso de petiscos. E eu sempre, sempre, sempre elogio muito, faço carinho e mesmo brinco como recompensa (no começo, elogio, dou carinho e o petisco - depois, elogio e carinho). Agora Suzie está começando no freestyle e, quando aprende um passo novo, ganha um petisco. Depois, vai ganhando petisco só no meio, no final, e/ou de forma aleatória. E assim, ela vai ficando consistente no que faz (em breve coloco um vídeo dela dançando uma cantiga de roda).

A segunda frase: você trabalharia de graça? Então, por que o seu cão deveria fazê-lo? Posso garantir: trabalhar sem receber nada em troca é frustrante. MUITO. Já passei por isso e não recomendo a ninguém (a não ser que seja um trabalho voluntário, o que é bem diferente). Já pensou nosso chefe (ou cliente) falar: não vou te pagar porque você deve trabalhar porque tem consideração pela minha pessoa. Eu mandaria alguém assim pastar... risos.

Suborno é algo bem diferente. Dar um petisco para o cão por ele ter feito um comando do jeito que queríamos é o pagamento dele, não suborno.

A comida é reforço primário para todos: animais e humanos. Por isso é mais fácil ensinar o cão com o uso de comida do que sem. E é uma forma do cachorro aprender algo novo sempre que quiser um petisco (qual de nós não dá um ossinho ao cão simplesmente porque o ama? Então, por que achar um absurdo usar petiscos na hora do treino?) ou mesmo antes de ganhar sua refeição.

E pensem uma coisa: a domesticação do cão se deu através da comida - nossos ancestrais peludos não levaram os cães para suas vidas porque eram carismáticos ou porque os cães simplesmente os obedeceram cegamente; eles simplesmente ganhavam restos de comida que era jogados pelos nossos parentes mais distantes.

4 comentários:

Karine disse...

Adorei que você postou um texto sobre recompensa. Quando estou treinando a Sofia (minha Boxer/Labrador mix) sempre dou petiscos durante o treino, ela tem um ano e oito meses e já estou treinando ela a dez meses, mas como não tenho muito tempo eu só a ensinei "senta", "deita", "fica" e "dá a pata" até agora. As pessoas falam que gasto dinheiro comprando petiscos quando eu deveria juntar minha mesada (tenho 15 anos) para comprar coisas para mim, sempre respondo que ELA É MAIS IMPORTANTE que bens materiais!
Na minha opinião, pessoas que pensam que animais são brinquedos são totalmente ignorantes, os bichos são seres vivos como nós, igualmente ou até mais inteligentes e também merecem recompensa para o seu trabalho!

Eu estou tentando ensina-la Agility agora (claro que os obstáculos eu mesmo preparo e pratico em casa), ela aprende muito rápido! Estou ensinando Agility e truques também para o meu gato Zeus, é mais dificil mas o resultado é muito bom!

Tchauzinho, bjs!

Sara Favinha disse...

Muito legal Ful!

Usamos muito Substituição de Recompensas, Escalas de Reforço e Fluência para conseguir comportamentos confiáveis e de alto desempenho. :)

Lembrando que recompensa é tudo aquilo que o animal deseja no momento, não necessariamente petiscos.

Beijos

Fúlvia e Suzie disse...

Oi Karine, tudo bom?

Eu também acabo gastando mais com minhas meninas do que comigo. Pra mim, elas são mais importantes hehehehe.

Parabéns por seu amor pela Sofia! E muito legal você treinar o Zeus!!!

Obrigada pela visita!!!
Beijos!

Fúlvia e Suzie disse...

Oi Sara!

Com a Suzie, no comecinho, acabo usando petiscos, pq ela é viciada nisso... risos. Depois, um comportamento que ela ame, como saltar, acaba sendo a recompensa dela.

Passear, ir para o quintal, ganhar um brinquedo, saltar e correr são todas recompensas que uso com ela também. As life rewards =)

Será que você pode me explicar um pouco sobre substituição de recompensa, escalas de reforço e fluência? Ou onde poderia estudar a respeito?

Beijão! E obrigada por comentar =D